Secretário da Copa diz que obras em Itaquera estão três meses adiantadas graças a ausência de temporais

Local escolhido para os jogos da Copa do Mundo de 2014 , o futuro estádio do Corinthians aproveita o período sem grandes problemas climáticos pela ausência de temporais e avança as suas obras em Itaquera. O formato da arena terá os primeiros contornos ainda neste ano, com o pontapé inicial da construção das arquibancadas da face leste, situação que deve causar mais ansiedade aos torcedores.

LEIA TAMBÉM: Oito entre as 12 sedes estão dentro dos prazos previstos

"Em novembro, os engenheiros projetam o início da construção do primeiro bloco de arquibancadas", comentou o Secretário Especial de Articulação para a Copa de 2014 de São Paulo, Gilmar Tadeu Alves, durante evento realizado na Câmara Municipal.

Entre para a torcida virtual do Corinthians

Na exposição para organizações ligadas à juventude, o representante da prefeitura paulistana salientou que a obra alcançou o patamar de 12% da conclusão e ostenta três meses de adiantamento em relação ao cronograma apresentado inicialmente. "A velocidade está boa, é surpreendente o desempenho dos operários. E pensar que há três meses havia um vozerio de descrença", disse Gilmar Tadeu Alves.

Siga a página do iG Corinthians no Twitter

Entre as boas notícias no estádio de Itaquera, o Corinthians anunciou a definição da questão dos dutos da Petrobras. O Timão irá assumir o gasto de R$ 30 milhões em uma obra que terá duração de dois meses para resolver o problema. "A solução dos dutos já estava encaminhada com a Transpetro, eu não tenho novidades quanto a isso", destacou o Secretário Especial de Articulação para a Copa de 2014.

Extremamente confiante com o projeto paulistano, Gilmar Tadeu Alves comenta que o futuro estádio do Corinthians demonstra capacidade em trabalhar a autoestima da população de Itaquera, bairro que ainda apresenta grandes problemas econômicos e sociais.

"O estádio do Corinthians será um dos melhores do mundo, não subestimem. A obra parece a Basílica de Aparecida do Norte. As pessoas ficam paradas na Radial Leste olhando para a construção", garantiu o secretário, que foi além ao citar a admiração de alguns fãs em relação ao projeto.

Caminhões para transporte de terra estacionados dentro do terreno das obras
Guilherme Tosetto
Caminhões para transporte de terra estacionados dentro do terreno das obras

"Os operários brincam que nem vão precisar tirar terra da obra, as pessoas estão indo até lá e levam sempre um pouco da terra como lembrança", emendou Gilmar Tadeu Alves, durante discussão promovida pelo Centro de Estudos e Memória da Juventude (CEMJ) dentro do II Fórum de Debates sobre os Megaeventos Esportivos.

Em conversas com moradores de Itaquera, o secretário da Copa em São Paulo ainda constata a satisfação das pessoas com o processo de valorização dos imóveis da região. "Hoje, vemos pessoas que não querem mais sair de Itaquera, vão reformar as suas casas e permanecer por lá", encerrou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.