Partida contra a Albânia é oportunidade para o técnico Sérgio Batista utilizar os principais jogadores do elenco argentino

A seleção argentina, com seus principais jogadores, disputará seu último amistoso antes da Copa América contra a Albânia, nesta segunda-feira, no estádio Monumental de Buenos Aires. Os argentinos, anfitriões da competição, apostam com o talento de Lionel Messi para fazer a diferença.

Para isso, o técnico Sérgio Batista pretende montar um esquema de jogo similar ao do Barcelona . "Acho que ele vai fazer um bom torneio. Fazemos de tudo para que ele se divirta. Em campo, ele terá de mostrar porque é o melhor. Todo mundo sofre pressão mas ele vai saber lidar com ela. Ele está muito à vontade no esquema tático que tentamos implantar, porque tem liberdade para jogar tanto no meio quanto nas pontas", declarou Batista referindo-se ao craque do Barça.

A principal dúvida será saber se Carlos Tevez terá lugar entre os titulares. Artilheiro do último Campeonato Inglês , Tevez foi um dos jogadores mais destacados nessa temporada na Europa, mas não fazia parte das primeiras convocações do técnico Batista, que optou por chamá-lo de última hora. Nos primeiros treinos, o ex-atacante do Corinthians jogou com os titulares junto com Messi e Ezequiel Lavezzi, mas Batista já mudou o esquema tático do time.

Nos últimos dias, Messi atuava atrás de um trio ofensivo formado por Sergio Agüero , Diego Milito e Gonzalo Higuaín . Além da pressão por ser anfitriã da competição, a Argentina precisa lidar com o jejum de 18 anos da seleção principal sem títulos, desde a conquista da Copa da América de 1993 no Equador.

Para este amistoso, o técnico da Albânia, o croata Josip Kuze, admitiu ter dificuldades para escalar um time competitivo, já que seus comandados já estavam no período de férias. Porém, Sergio Batista fez questão de destacar a importância desse jogo. "Será uma partida séria e de preparação, na qual queremos avaliar a maior quantidade possível de jogadores", explicou.

A partida acontecerá nesta segunda-feira às 18h10, no estádio Monumental de Buenos Aires. O trio de arbitragem será uruguaio, formado pelo juiz Jorge Larrionda, auxiliado por Pablo Fandiño e Carlos Pastorino. A Argentina provavelmente será escalada com Sergio Romero, Javier Zanetti, Nicolás Burdisso, Gabriel Milito e Marcos Rojo; Ever Banega, Javier Mascherano, Lucas Biglia e Lionel Messi; Sergio Agüero, Diego Milito e Gonzalo Higuaín.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.