Sandro Meira Ricci ainda relatou que o treinador do Flamengo foi expulso por ter agredido um policial

A diretoria do Flamengopensa numa forma de agir contra o presidente da Comissão Nacional de Arbitragem, Sérgio Corrêa , mas o técnico Vanderlei Luxemburgo vai precisar mais do que um simples protesto para escapar de uma punição do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

iG Flamengo no Twitter: saiba tudo sobre seu time

O árbitro Sandro Meira Ricci (DF) escreveu na súmula do jogo Ceará 2 x 2 Flamengo , realizado na quarta-feira, que Luxemburgo o chamou de “pilantra e ladrão”. Além disso, relatou que o expulsou por agressão a um policial ao fim do primeiro tempo, quando entrou em campo para retirar os jogadores .

Luxemburgo deixou o campo no intervalo fazendo duras críticas a Sérgio Corrêa a quem acusou de persegui-lo. Ele ainda chamou o comandante da arbitragem brasileira de incompetente , consciente de que poderia receber alguma pena por suas acusações.

No desembarque do Flamengo no Rio, nesta quinta-feira, o treinador não deu entrevistas, mas os jogadores ainda estavam visivelmente irritados com o que havia acontecido no jogo, que tirou o time da Copa do Brasil. A principal revolta foi com a expulsão de Ronaldo Angelim ainda no primeiro tempo .

“No primeiro jogo (quando o Flamengo perdeu por 2 a 1 para o Ceará ), já havia acontecido o toque de mão do Geraldo, que o árbitro (Marcos André Gomes da Penha, do ES) não deu. Agora, aconteceu tudo isso. Alguém precisa fazer alguma coisa, não pode continuar desse jeito”, afirmou Thiago Neves , autor dos dois gols do Flamengo no jogo de quarta-feira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.