Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Apresentado, Rodrigo Caetano elogia patrocinador e projeto do Flu

Novo diretor-executivo quer participar da busca por um CT e acompanhar as categorias de base

Renan Rodrigues, enviado iG a Mangaratiba |

Após um mês de reuniões e conversas, Rodrigo Caetano foi apresentado como novo diretor-executivo do Fluminense na tarde desta segunda-feira, em um hotel na cidade de Mangaratiba, onde o clube realiza a pré-temporada. Ao lado do presidente do clube, Peter Siemsen, do vice-presidente de futebol, Sandro Lima, e do presidente da patrocinadora do clube, Celso Barros, Caetano elogiou o projeto apresentado e disse que o clube foi quem mais demonstrou interesse em contar com seus serviços.

Mercado da Bola: Veja as últimas transferências do futebol brasileiro

"O projeto que me foi apresentado e os objetivos propostos por essas pessoas que representam o Fluminense foram decisivos para que eu tentasse colaborar. Estou honrado, porque o clube vislumbra conquistas grandes e, sem sombra de dúvidas, possui o melhor patrocínio do Brasil. Desde minha saída do Vasco, o Fluminense foi quem mais manifestou interesse em contar com meus serviços", disse Rodrigo Caetano.

Leia mais: Deco e Fred poderão ser poupados durante o ano, diz preparador

Sobre o conflito de funções, já que o clube já possui um gerente de futebol, Marcelo Teixeira, Caetano minimizou e disse que chega para ser mais uma peça dentro do futebol. "A estrutura do Fluminense não é diferente dos outros clubes. Tem um presidente, um vice-presidente, um gerente de futebol, e eu chego para ser um diretor-executivo. Quanto mais pessoas capacitadas estiverem trabalhando em conjunto, melhor para o clube", declarou o novo dirigente do clube.

Photocamera
Rodrigo Caetano (à dir.) abraça o presidente da Unimed, patrocinadora do Fluminense

Entre os projetos do Fluminense, o cartola espera participar da busca por um novo centro de treinamento e das atividades das categorias de base do clube.

Veja mais: Sóbis revela dores, mas comemora poder realizar pré-temporada no Flu

"Ainda é bastante cedo para falar com mais precisão, mas é um desejo do clube e passa a ser um desejo do diretor-executivo também. Você tem o modelo ideal e o modelo possível, e mesmo sem o CT, o clube vem trabalhando para melhorar as condições para nossos atletas nas Laranjeiras. Em relação a categorias de base, também gostaria de participar disso de forma ativa, pois vejo como futuro dos clubes. O Fluminense sempre teve tradição em revelar bons jogadores nas categorias de base, são dois projetos que me deixam extremamente motivados e pretendo estar dentro de ambos", destacou Rodrigo Caetano.

Confira outros momentos da coletiva de apresentação de Rodrigo Caetano:

Demora para o anúncio oficial
"Nós não esgotamos todas as reuniões e conversas, mas tudo que foi necessário para estar aqui a gente fez. Não trabalhamos nunca com prazo, nunca foi assim. A intenção era ter tudo bem definido, ajustado, para que esse trabalho não tenha prazo para extinguir. No meu entendimento, temos que esgotar todas as conversas para que tudo seja bem definido. A demora não tem nada em relação ao Vasco definir seu gerente de futebol ou algo do gênero. Foi uma postura minha e agora só me preocupo com o Fluminense"

Veja também: Antes de apresentação, Jean já corre em volta do gramado

Primeiras ações no clube
"Por questão de necessidade, preciso ouvir as pessoas que aqui estão. Obter o maior número de informações. As pessoas podem ter a ideia de que um executivo chega num clube para alterar, mas essa não é a ideia no Fluminense hoje. Primeiro eu tenho que fazer um diagnóstico, para depois sugerir algum tipo de modificação para a alta cúpula do clube"

Diferença para o trabalho no Vasco
"São situações distintas, mas em tese, o cenário é bem mais favorável. O clube está classificado para a Libertadores, com um clima tranqüilo, elenco forte. Não realizei nada sozinho no Vasco, participei de um projeto de reconstrução, assim como quero participar desse projeto de crescimento sustentável do Fluminense. Nos últimos anos, toda e qualquer competição o Fluminense entra para vencer. Eu espero poder colaborar de alguma forma para isso acontecer"

Projeto da Libertadores
"Algumas vezes eu dizia que o que faz um clube atingir um título em determinada competição é estar participando constantemente dela. Nos últimos anos, o clube tem sido frequentador assíduo dela. É muito difícil conquistar, participei de um vice-campeonato com o Grêmio e sei como é duro, mas certamente essa sequência de participações coloca o Fluminense como um dos candidatos ao título"

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG