Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Apresentado no Botafogo, Everton revela mágoa com ex-treinador

Meia e volante Rodrigo Mancha foram oficialmente apresentados nesta terça-feira e falaram em recomeço

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

O Botafogo apresentou oficialmente nesta terça-feira mais dois reforços da temporada 2011. O meia Everton, que estava no Tigres, do México, e o volante Rodrigo Mancha, que disputou o último Campeonato Brasileiro pelo Prudente, mas que pertence ao Santos. Com discursos parecidos, os dois jogadores esperam que a chegada ao Botafogo seja um recomeço para a carreira, já que 2010 foi um ano para ambos esquecerem.

Everton, que foi campeão brasileiro com o Flamengo em 2009, tornou-se a contratação mais cara da última temporada no futebol mexicano. O brasileiro custou pouco mais de R$ 10 milhões ao Tigres. Porém, algumas lesões e a chegada do técnico Ricardo Ferretti fizeram o jogador querer retornar ao Brasil.

"Disseram que não iam me utilizar, até por uma coisa que aconteceu com o treinador lá, que não gosta muito de brasileiros. O treinador que me levou para lá gostava muito de mim, estava bem na equipe, mas ai machuquei e esse novo treinador nem conversou comigo, trouxe um outro atleta para minha posição", lamentou o jogador. Apesar da declaração de Everton, Ferretti escalou o zagueiro Juninho e o meia Danilinho como titulares nas duas primeiras partidas do campeonato mexicano.

Usado como lateral-esquerdo no Flamengo, o jogador garante que pode atuar tanto na ala, quanto na armação das jogadas. Além disso, Everton também não acredita que o passado no time rival trará problemas com a torcida. "A escalação depende do Joel. No México, estava mais de ponta-esquerda, mas posso jogar como meia também. Sobre a torcida, sei que tive um momento bom no Flamengo, mas estou num novo clube, uma nova história. Sei que a cobrança vai ser muito forte no começo, mas estou preparado. Se for bem, não terei problemas", disse.

Rodrigo Mancha
Apresentado junto do meia Everton, Rodrigo Mancha também quer esquecer a última temporada. O volante ficou marcado pelas falhas na partida entre Santos e Grêmio, pela Copa do Brasil, quando a equipe da baixada santista foi derrotada por 4 a 3. Para Mancha, a partida determinou seu empréstimo para o Prudente e a falta de interesse do Santos em seu futebol.

"Vinha jogando, estava bem, mas ai teve aquele fato lamentável que ocorreu, os dois erros naquela partida contra o Grêmio.  Não deu mais para ficar no Santos, aquilo acabou sendo determinante para ter sido emprestado", revelou o jogador.

Mesmo com vários concorrentes para a posição, - o Botafogo conta com Marcelo Mattos, Somália, Lucas Zen, Arévalo Ríos, Fahel e Araruama para a posição de volante - Mancha garante que acredita na chance de ser titular na equipe de Joel Santana. "Todo jogador, chegando agora ou não, busca seu espaço no clube. Eu chego para brigar, para dar trabalho ao pessoal que está jogando", finalizou Mancha.

Leia tudo sobre: FutebolBotafogoCampeonato Carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG