Tamanho do texto

Argentino disse sentir-se "honrado" em jogar pelo Palmeiras e prometeu "dar tudo" em campo

Barcos ao lado do presidente Arnaldo Tirone
Francisco De Laurentiis
Barcos ao lado do presidente Arnaldo Tirone

Após uma longa espera, finalmente o argentino Hernán Barcos foi apresentado pelo Palmeiras . A Federação Equatoriana entregou os papéis que faltavam e o nome do jogador já consta no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). Com isso, o atacante está à disposição do técnico Luiz Felipe Scolari para a partida contra o XV de Piracicaba, nesta quarta-feira, às 21h50 (horário de Brasília), no Pacaembu. O comandante, porém, não divulgou nem os relacionados para o duelo da 6ª rodada do Campeonato Paulista .

NÚMEROS: Atacante caseiro, Barcos marcou 73% de seus gols pela LDU na altitude

Barcos, que já treinava na Academia de Futebol há duas semanas, ignorou uma proposta vantajosa do futebol do Oriente Médio para jogar no Palestra Itália. "Sempre escutei que o Palmeiras é um grande clube, uma grande instituição a nível internacional. Isso foi algo que me levou a escolher o Palmeiras frente às outras oportunidades. Agradeço aos esforços feitos pelo clube, pelo (vice-presidente Roberto) Frizzo, presidente (Arnaldo Tirone), Galeano, Felipão. Vim contente, esperando fazer sucesso", disse Barcos.

ENTREVISTA AO iG: Novo camisa 29, Barcos diz que preferia ser o 9 do Palmeiras

O argentino foi contratado após excelente passagem pela LDU, do Equador, clube pelo qual marcou 53 vezes em 92 jogos. Só em 2011 foram 27 gols. Para a nova temporada, ele promete muita luta para bater a marca: "Sempre dou tudo de mim no gramado. Ao torcedor do Palmeiras garanto que vou dar tudo. E que fiquem tranquilos, pois a equipe vai jogar muito bem, como foi nas cinco rodadas (do Paulistão) até agora. Quero fazer o maior número de gols possíveis. A ideia é passar os 27 do ano passado", afirmou.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

No entanto, Barcos pede tempo para se adaptar ao futebol brasileiro e ao novo clube. "Tenho que adaptar-me ao sistema de jogo do Felipão. Na LDU era tudo diferente. Mas com o tempo vou me adaptar, e espero que a equipe possa me entender também". O argentino já sabe que caminho procurar para achar os gols logo de cara: "Vou tratar de aproveitar os cruzamentos do Marcos Assunção. Vou falar com ele para ver onde vai colocar a bola para poder aproveitar", disse.

FOOTSTATS: Palmeiras é o time que marca mais gols de cabeça no Paulistão

Barcos vestirá a camisa 29. O atacante disse ao iG que queria mesmo a 9, seu número favorito
Francisco De Laurentiis
Barcos vestirá a camisa 29. O atacante disse ao iG que queria mesmo a 9, seu número favorito
O reforço também disse se inspirar em dois grandes atacantes argentinos para fazer sucesso. "Assito muito futebol, e trato de aprender com cada atacante que vejo. Gostava do Batistuta (maior artilheiro da história da seleção argentina), do Crespo...", afirmou. "Trato de ser um jogador cada vez mais completo. Não gosto de ficar parado na área. Também saio e busco jogo", completou.

RETROSPECTIVA: Reforço, Barcos já foi artilheiro na China e fez gol à la Messi

Ajude a aumentar a torcida virtual do Palmeiras