Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Aposentado, William continuará sendo o capitão fora do campo

Com cargo administrativo, ex-jogador manterá poder de influência que já tinha como atleta do clube

Bruno Winckler, iG São Paulo |

AE
Tite cumprimenta seu ex-capitão William, agora gerente de futebol
William Machado, o novo gerente de futebol do Corinthians, terá com sua nova função no clube a mesma responsabilidade e atribuições que teve nos três anos como capitão do time corintiano. Além da administração do departamento de futebol, o novo dirigente terá no contato direto com os jogadores uma das suas principais tarefas, e nessa hora, na conversa, manterá o mesmo padrão de exigência e cobrança que o fizeram usar a tarja de capitão durante toda sua passagem pelo clube.

“É bom conhecer quase todo mundo. Alguns já sabiam dessa possibilidade de eu ser gerente. Eu vou conversar com jogadores no dia a dia, transmitir a confiança necessária, saber o que os jogadores pensam e tentar agir de uma forma que o Corinthians saia fortalecido”, disse o gerente, que tinha esse perfil quando era jogador e por isso tinha apoio de todo o grupo.

O diretor de futebol, Roberto de Andrade, confirmou que a aproximação sadia de William com os atletas e a boa condição do jogador de administrar questões internas no grupo foi fundamental para que o clube o procurasse para assumir o cargo. O convite foi feito em setembro do ano passado, mas só foi aceito por William agora por conta dos últimos resultados ruins da equipe.

“O William tem o perfil ideal para administrar as questões do futebol do clube. Como capitão do time ele já tinha essa facilidade de unir os jogadores mantendo um bom relacionamento entre a diretoria e o corpo de atletas e bastava ele aceitar o convite para começar a trabalhar com a gente. Vai ser muito útil, tenho certeza disso”, disse o Andrade, que já era auxiliado por Duílio Monteiro Alves, diretor adjunto de futebol.

Dos três administradores do departamento de futebol, só William é remunerado. Diretores nomeados pelo presidente Andrés Sanchez não recebem para desempenhar funções administrativas no clube. O jogador só não quis dizer se ganhará mais ou menos do que ganhava nos tempos de zagueiro do clube. “Eu não pergunto o seu salário. Não vou falar se é mais ou menos”, disse William, que não fará em 2011 o que pretendia quando abandonou a carreira em dezembro do ano passado. O intercâmbio de estudos na Europa ficará para o ano que vem.

 “Vou adiar um pouco esse sonho por conta desse convite do Corinthians. Não poderia deixar de dar minha contribuição nesse momento. Resolvi aceitar o convite e pretendo ajudar a construir um Corinthians vencedor”, disse William, com o mesmo discurso que tinha nos tempos de capitão do time.

Leia tudo sobre: corinthianswilliam machado

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG