Vaiado ao fim da derrota para o Figueirense, Corinthians enfrenta rival, dia 28

A campanha irregular do Corinthians no Campeonato Brasileiro deu os primeiros sinais de insatisfação do torcedor no Pacaembu neste sábado. A derrota por 2 a 0 para o Figueirense terminou com muitas vaias entre os mais 26 mil torcedores que estiveram no estádio. O Corinthians continua líder, não perderá a ponta nesta rodada, mas a impaciência é grande. O time soma apenas duas vitórias nos últimos oito jogos.

O zagueiro Chicão pediu paciência aos torcedores. Lembrou que o time é líder há 12 rodadas e será assim até o final o próximo domingo, quando a equipe enfrenta o Palmeiras, em Presidente Prudente.

“Vamos nos concentrar no clássico. A gente entende a torcida. Tem todo direito de vaiar, de reclamar, mas ainda somos líderes. Muitos não entendem isso, alguns jogadores não entendem, a bola queima no pé, mas Corinthians é assim. Nossa responsabilidade no clássico aumenta e temos de vencer. Por isso pedimos o apoio do torcedor nesse momento”.

Chicão, que não foi capitão neste jogo porque Alessandro completou 150 jogos pelo clube e recebeu essa homenagem, lembrou que o campeonato é duro e que será assim até o fim. “É difícil, o Flamengo tomou de quatro em casa, e o Figueirense, todo atrás, fez nas duas chances que tiveram. Eu acertei a trave, o Willian também. A gente só pede paciência do torcedor para nos apoiar no clássico”, disse o zagueiro.

null

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.