Zagueiro salvou gol de Ramon e teve boa atuação no empate contra o Vasco

É algo normal no futebol. Após sobrar de convocação da seleção, qualquer jogador pode ter queda de rendimento no clube. Foi assim, por exemplo, com Victor, em 2010, quando não foi à Copa do Mundo. Porém, Saimon protagoniza história diferente.

No empate em 1 a 1 com o Vasco , domingo, o zagueiro teve a sua melhor atuação no Grêmio . Titular desde a estreia no campeonato, portanto há cinco jogos, evitou gol de Ramon, cometeu apenas uma falta, fez três desarmes e comandou a defesa. Tudo isto após não ter sido chamado para o Mundial Sub 20.

"Eu não entendi. Não sou ninguém para questionar as escolhas do Ney Franco, mas sempre fui chamado. No Sul-Americano, inclusive. Não posso dizer que não fiquei triste, fiquei sim. Mas ao mesmo tempo, me disseram aqui no Grêmio, que é reforço para o nosso time. E isso é verdade", disse Saimon.

A convocação foi revelada na quinta-feira – Fernando, volante do time gaúcho, acabou chamado. Além do desânimo natural, o zagueiro teve uma dificuldade extra na partida: atuou pelo lado esquerdo, algo novo neste campeonato, ao lado de Mário.

“Foi muito positivo. Eu conversei com ele durante a semana. Me disse que jogava na esquerda e se garantia, gostei da resposta e ele nos ajudou muito", contou o técnico Renato Gaúcho.

Saimon, então, continuará como titular. Resta saber quem será seu companheiro contra o Botafogo, domingo, no Rio de Janeiro. Mário terá a concorrência de Rafael Marques, que está à disposição após cumprir suspensão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.