Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após sim de Romário, agente quer Ronaldo em carnaval na Chechênia

Ex-jogadores da seleção brasileira disputarão amistoso, na terça-feira, contra combinado no sul da Rússia

Paulo Passos, iG São Paulo |

Getty Images
Sonho de presidente da Chechênia era reunir Romário e Ronaldo

Com Dunga, Bebeto, Romário e mais de uma dezena de ex-jogadores brasileiros confirmados para amistoso na Chechênia, na próxima terça-feira, o empresário que organiza o evento ainda tenta acertar com Ronaldo. A presença do ex-atacante foi um dos pedidos do magnata Ramzan Kadyrov, presidente da região do sul da Rússia. O político reunirá ex-craques em um jogo na cidade de Grozny.

“Ele queria Romário, Bebeto, Raí, Dunga e Ronaldo, além de outros jogadores, mas principalmente esses. Ainda estou tentando o Ronaldo, mas está difícil. Tem muita gente que fala em nome dele”, afirmou ao iG Lamine Fofana, empresário francês responsável por convidar os ex-jogadores.

A assessoria de imprensa de Ronaldo afirmou que o ex-atacante irá passar o Carnaval no Brasil. O astro tem contrato com a Ambev, que patrocina um dos camarotes da Marquês de Sapucaí, e deve ficar no Rio de Janeiro, durante o feriado.

Segundo a organização do evento, Romário, Dunga, Bebeto, Cafu, Zinho, Raí, Júnior Baiano, Dida, Emerson, Djalminha, Zetti, Denílson, Sávio, André Cruz e Elber já confirmaram presença. O jogo será disputado no estádio do time Terek Grozny, que é treinado por Gullit.

O holandês e o ex-jogador alemão Lothar Matthäus irão reforçar a equipe formada por veteranos e autoridades locais. O presidente da Chechênia, Ramzan Kadyrov, já confirmou que estará na partida. “Ele vai jogar, sim. O ministro do turismo também. Eles são fãs do futebol brasileiro”, afirma Lamine.

Getty Images
Campeões de 1994 confimaram presença no amistoso, no sul da Rússia



“No amor”

Um dos convidados revelou ao iG que receberá um cachê para disputar a partida. O valor do prêmio não foi divulgado pelo ex-jogador. O empresário que organiza o evento, entretanto, nega que os brasileiros serão remunerados.

“Por que sempre que se fala na Chechênia tem que ter dinheiro?”, disse Lamine, “isso é preconceito. Estamos fazendo um evento para conseguir doações para as crianças de lá e também para as vítimas da enchente no Rio de Janeiro”.

“Se for para ajudar, eu vou. Vai ser legal reencontrar os amigos”, afirmou Bebeto ao iG. O atacante, que é deputado estadual no Rio de Janeiro, admitiu que não tem muito conhecimento sobre o local do jogo. “Só sei que fica na Rússia, né?”, disse o ex-atacante.

O ex-goleiro Zetti, reserva do time campeão mundial em 1994, também já confirmou presença no jogo, assim como Raí e Dunga. “Só sei que faz muito frio lá. Estou levando casaco”, disse. A temperatura média em Grozny é de 0º Celsius nesta época do ano.

Os jogadores brasileiros embarcarão no próximo domingo. Do Brasil eles irão para Genebra em vôo comercial. Na Suíça, um avião fretado levara os ex-jogadores para Grozny.

Getty Images
Fã de futebol, Kadyrov governa a Chechênia há 4 anos
Romário tem embarque previsto para às 17h30 de domingo, saindo do Rio de Janeiro. “Foi difícil tirar ele do Rio no meio do Carnaval, mas ele já confirmou que vai”, afirmou Lamine.

Guerra e paz

Fã de futebol, Kadyrov governa a Chechênia desde 2007. Filho de um ex-líder separatista, o presidente foi nomeado por Vladimir Putin para liderar região.

Situada ao sul da Rússia, a Chechênia é uma região de maioria islâmica, que deseja independência e a formação de um Estado baseado na Sharia, a lei islâmica que usa princípios da religião. O presidente checheno é acusado por oposicionistas de violar os direitos humanos. Assassinatos de líderes políticos e acusações de tortura recaem sobre Kadyrov.

A região vive desde 2007 um raro período de paz, após mais de uma década de conflitos entre separatistas e o exercito russo nos anos 90.
 

Leia tudo sobre: RomárioRonaldoChechênia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG