Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após show de Messi, Real busca milagre contra o Barcelona

Vencedor do confronto pega quem passar de Manchester United x Schalke 04 na final da Liga dos Campeões

EFE |

Apenas seis dias depois da vitória por 2 a 0 do Barcelona sobre o Real Madrid em pleno estádio Santiago Bernabéu , em um duelo marcado por confusões e por dois belos gols do argentino Lionel Messi , o time merengue irá ao Camp Nou nesta terça-feira sonhando reverter a desvantagem e chegar à final da Liga dos Campeões da Europa.

O jogo em Barcelona representará o encerramento de uma sequência de quatro clássicos em 18 dias. No primeiro deles, houve empate em 1 a 1 , a equipe catalã praticamente garantiu o título do Campeonato Espanhol . Já no segundo, o Real levou a melhor na prorrogação e ficou com o troféu da Copa do Rei depois de 18 anos de jejum .

O terceiro foi o triunfo do Barcelona na última quarta-feira, que permite ao time comandado pelo técnico Josep Guardiola até perder por um gol de diferença nesta terça para mesmo assim chegar à decisão da Champions League, que será disputada no estádio Wembley, em Londres.

E, para administrar a vantagem, Guardiola terá seus grandes jogadores à disposição. O meia Andrés Iniesta , que não jogou na ida por conta de um problema muscular, estará de volta, enquanto o zagueiro Carles Puyol , que descansou no jogo diante da Real Sociedad , pelo Espanhol, está confirmado. Puyol atuará mais uma vez na lateral esquerda, e Javier Mascherano , na zaga, já que os brasileiros Adriano e Maxwell estão fora por estarem machucados.

A presença do time catalão nas semifinais é uma prova do bom momento vivido nos últimos anos. Campeão há dois anos, o clube acumula quatro semifinais consecutivas na Liga e pode voltar ao Wembley, onde em 1992 conquistou a Liga dos Campeões pela primeira vez.

O Real, por sua vez, se apega a resultados históricos para não desistir. Um deles é o 2 a 0 anotado justamente contra o Barcelona em uma semifinal de Champions, em 2002, quando os merengues acabaram se sagrando campeões. Indignado com a atuação da arbitragem na semana passada, principalmente por conta da expulsão do zagueiro Pepe , o técnico José Mourinho abandonou a estratégia inicial de atacar a Uefa (União das Federações Europeias de Futebol) e o Barcelona e agora opta pelo silêncio.

O treinador português também deverá mudar os planos com relação à escalação da equipe, que deverá ser mais ofensiva, dadas as circunstâncias. Na última vez em que os madrilenhos tentaram jogar de igual para igual com o rival, no primeiro turno do Espanhol, foram derrotados por 5 a 0.

Os desfalques mais importantes de Mourinho estão na defesa, com as suspensões de Sergio Ramos e Pepe e a lesão do volante Sami Khedira . A dupla de zaga será formada por Raúl Albiol e Ricardo Carvalho , enquanto o atacante Karim Benzema deverá ficar com a vaga do brasileiro naturalizado português, recuando Cristiano Ronaldo para o meio-campo.

O técnico do Real vem tentando tirar a pressão das costas de seus atletas, dizendo que o objetivo da equipe na temporada era conquistar um título, o que já foi alcançado com a vitória na Copa do Rei. Segundo ele, o que vier pela frente estará de bom tamanho, embora seja necessário não se dar por vencido na Liga dos Campeões até o apito final.

FICHA TÉCNICA – BARCELONA (2) x (0) REAL MADRID

Data: 3 de maio de 2011, terça-feira
Horário: 15h45 (horário de Brasília)
Local: Estádio Camp Nou, em Barcelona-ESP
Árbitro: Frank de Bleeckhere (BEL)
Assistentes: Walter Vromans e Mark Simons (ambos BEL)

BARCELONA: Valdés; Daniel Alves, Mascherano, Piqué e Puyol; Busquets, Xavi e Iniesta; Pedro, Messi e David Villa Técnico: Josep Guardiola

REAL MADRID: Casillas; Arbeloa, Albiol, Ricardo Carvalho e Marcelo; Lassana Diarra, Xabi Alonso, Di María, Özil e Cristiano Ronaldo; Benzema Técnico: José Mourinho

Leia tudo sobre: Futebol MundialEspanhaBarcelonaReal MadridMessi

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG