Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após ser flagrado, Julio Grondona denuncia empresários na Argentina

Presidente da AFA foi filmado em com uma câmera escondida e por isso resolveu denunciar duas pessoas por "coação e extorsão"

EFE |

O presidente da AFA (Associação de Futebol Argentino), Julio Grondona, denunciou criminalmente, nesta terça-feira, dois empresários. Eles foram denunciados pelos crimes de "coação e extorsão", sendo que um deles gravou com uma câmera escondida na qual era possível escutar o dirigente falar de "dinheiro negro" e ameaçar um jornalista.

Leia também: Julio Grondona é flagrado em caso de corrupção e ameaça de morte

Na denúncia, feita pelo advogado Francisco Castex, Grondona responsabilizou os empresários Carlos Ávila, ex-sócio da AFA na transmissão televisiva das partidos do futebol argentino, e Daniel Villa, proprietário de vários meios de comunicação.

A apresentação judicial foi realizada horas após os canais de televisão "América", cujo dono é Villa, e "C5N" divulgarem nesta segunda-feira imagens de uma câmera escondida por Ávila na qual Grondona, entre outras questões, fala de "dinheiro negro" e ameaça um jornalista que se opõe à sua gestão na AFA.

O vídeo, que já está em poder de um juiz, foi repassado aos canais de televisão por Mariano Cúneo Libarona, advogado de Carlos Ávila, que denunciou Grondona por "administração fraudulenta".

O advogado também mostrou documentos que comprovariam que Grondona seria o titular de milionárias contas bancárias na Suíça, e afirmou que a Justiça decidirá se o caso merece ser investigado pelo crime de "lavagem de dinheiro". O escândalo surgiu um dia antes de Grondona ser reeleito como presidente da AFA, cargo que ocupa desde 1979.

Leia tudo sobre: futebol mundialargentinajulio grondonaafa

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG