Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após semestre ruim, Flu tem volta de Abel para defender o título

Com base e 2010 e reforçado com bons jogadores, atual campeão tenta esquecer vexame na Libertadores

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

Atual campeão e dono de um dos melhores elencos do país, o Fluminense entra no Campeonato Brasileiro, na teoria, como um dos favoritos ao título. Mas, após um primeiro semestre marcado por decepções dentro de campo e muita turbulência fora dele, na prática, o clube das Laranjeiras passa a ser uma incógnita. A esperança da diretoria e, principalmente, dos torcedores, atende pelo nome de Abel Braga, campeão nacional nos Emirados Árabes com o Al-Jazira e que volta ao clube pelo qual começou a carreira após seis temporadas.

Após uma conquista incontestável em 2010, o Fluminense começou a temporada de 2011 repleto de expectativas. Sob o comando de Muricy Ramalho, o clube se reforçou pouco, mas de forma pontual. Trouxe o goleiro Diego Cavalieri, o volante Edinho, o meia Souza e os atacantes Rafael Moura e Araújo, sonho antigo da diretoria. Somado a tudo isso, a diretoria manteve a base campeã no ano anterior e começou o ano apontado como grande favorito para conquistar o Carioca e a Libertadores.

Mas dentro de campo as coisas não saíram como o planejado e o time naufragou nas duas competições. Em meio ao péssimo começo na Libertadores e a surpreendente eliminação, nos pênaltis, para o modesto Boavista, na semifinal da Taça Guanabara, o Fluminense perdeu Muricy Ramalho dia 13 de março, data que o reinador deixou o clube após um empate sem gols e sem graça com o Flamengo, alegando falta de estrutura e condições ideias de trabalho.

A repercussão das duras palavras do treinador foi massacrante e o Fluminense, comandado pelo desconhecido Enderson Moreira, contratado às pressas para ser uma espécie de auxiliar permanente, passou a viver à beira do caos. Mas a heróica classificação na fase de grupos da Libertadores, com uma vitória de 4 a 2 diante do Argentino Juniors, em pleno Estádio Diego Armando Maradona, em Buenos Aires, com direito a drama e muita confusão após a partida, serviu de alento e o clube parecia ressurgir das cinzas.

Mas a reação não passou se um suspiro. Quatro dias depois, a eliminação na Taça Rio, também nos pênaltis, após um empate de 1 a 1 contra o rival Flamengo. Para piorar, após vencer o Libertad-PAR, por 3 a 1, na partida de ida pela oitavas da Libertadores e praticamente carimbar a vaga, o time se acovardou em Assunção e foi eliminado na principal competição da temporada após um implacável 3 a 0.

Agora, com a chegada de Abel Braga, resta ao time tricolor juntar os cacos e se reestruturar para defender o título brasileiro na única competição que ainda lhe resta na temporada planejada para ser de glórias e conquistas.

FLUMINENSE

Nome oficial: Fluminense Football Club
Fundação: 21 de julho de 1902
Localização: Rio de Janeiro - RJ, Brasil
Estádio: Engenhão
Capacidade: 46.931 pessoas
Presidente: Peter Siemsen
Treinador: Abel Braga (interino Enderson Moreita)
Principais títulos conquistados: Copa Rio (1952), 3 Brasileiros (1970, 1984 e 2010), 2 Torneio Rio-São Paulo (1957 e 1960), 1 Copa do Brasil (2007), 30 Campeonatos Cariocas (1906, 1907, 1908, 1909, 1911, 1917,1918, 1919, 1924, 1936, 1937, 1938, 1940, 1941, 1946, 1951, 1959, 1964, 1969, 1971, 1973, 1975, 1976, 1980, 1983, 1984, 1985, 1995, 2002, 2005)

Leia tudo sobre: Fluminensecampeonato brasileiro 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG