Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após semana turbulenta, Inter precisa vencer o Jaguares do México

Sem D´Alessandro, Cavenaghi será o parceiro de Damião. Adversário é lanterna do Campeonato Mexicano

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

Lucas Uebel/VIPCOMM
Cavenaghi fará o primeiro jogo como titular
Nesta quarta-feira, às 21h50 (horário de Brasília), o Inter recebe o Jaguares, do México, no estádio Beira-Rio. Será o primeiro jogo em casa do atual campeão da Libertadores. Mas nem na condição de último vencedor do torneio o clube encontra tranquilidade. Alguns fatores tornam a partida um jogo tenso. Se o resultado não for de vitória, mudanças podem acontecer.

Os dias que antecederam o segundo jogo do Inter na competição não foram nada tranquilos. A contagem regressiva da “bomba relógio” começou na semana passada. Primeiro, o Inter cedeu o empate contra o Emelec, no Equador, e reacendeu a ira da torcida contra o defensivismo de Celso Roth. Depois, o time B foi eliminado do Campeonato Gaúcho, a diretoria decidiu acabar com o projeto e definir que a partir de então serão os titulares que entrarão em campo.

Junte tudo isso com a inesquecível derrota para o Mazembe no fim der 2010. O pouco crédito que tinha o time após o fim do ano, e principalmente o técnico Celso Roth, foi por água abaixo. Se o Inter não derrotar os mexicanos, o treinador pode perder o emprego.

“Só não correm risco no futebol a bola e o presidente do clube, que tem o mandato. Eu quero o resultado na quarta-feira. O treinador e os jogadores sabem disso”, avisou o vice de futebol Roberto Siegmann.

O dirigente já mostrou que não manda recado. Insatisfeito com o desempenho do time B, ele se desfez de 14 jogadores no início da semana. A resposta acima foi dada quando ele foi questionado se assegurava a permanência de Roth, independente do resultado de quarta-feira.

Para esta “decisão” Roth terá quatro desfalques importantes. Bolívar, Rafael Sóbis, Tinga e D´Alessandro estão lesionados. O argentino se machucou no início da semana e será substituído por Cavenaghi.

“São jogadores que jogam na mesma função, mas tem características diferentes. O Cavenaghi sai mais para jogar e o Damião fica mais centralizado. Quando sai o D´Alessandro temos que mudar a característica da equipe. Zé Roberto e Guiñazu tem características diferentes do D´Alessandro. Guiñazu jogava nesta função no Libertad. Era o quarto homem pela esquerda”, projetou o treinador.

Gabriel Cardoso
Jaguares chegou em Porto Alegre na segunda-feira e treinou na terça no Beira-Rio
O Jaguares é lanterna do Campeonato Mexicano. Fez 4 pontos em 7 rodadas e vem de derrota no fim de semana. Não ganhou a Libertadores, não disputou o Mundial, mas não está em crise. O que acontece é que os mexicanos tem um nível de exigência infinitamente menor.

O time venceu o Jorge Wilstermann na primeira rodada e lideram o grupo 6. Mesmo assim, respeitam muito o Inter e se consideram o azarão.

“O Inter é o rival mais complicado que temos no grupo. Sabemos da dificuldade de jogar no Brasil, mas tentaremos conseguir um resultado importante”, disse o defensor Marvin Cabrera.

FICHA TÉCNICA - INTERNACIONAL X JAGUARES

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 23 de fevereiro de 2011, quarta-feira
Horário: 21h e 50 minutos (de Brasília)
Árbitro: Roberto Silveira (Uruguai)
Auxiliares: William Casavieja e Marcelo Costa

INTERNACIONAL: Lauro; Nei, Índio, Sorondo e Kléber; Wilson Matias, Bolatti, Guiñazu e Zé Roberto; Cavenaghi e Leandro Damião.
Técnico: Celso Roth

JAGUARES: Jorge Villalpando; Miguel Martinez, Ismael Fuentes, Omar Flores e Cristian Valdez; Marvin Cabrera, Alan Zamora, Luis Esqueda e Jorge Hernandez; Damián Manso e Antonio Salazar.
Técnico: José Guadalupe Cruz
 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG