Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após seleção e interesse europeu, Cortês conhece primeiras vaias

Lateral-esquerdo foi um dos jogadores mais marcados pela torcida na derrota de 2 a 0 para o Vasco

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

nullCortês foi do céu ao inferno em apenas uma temporada. Contratado pelo Botafogo no início do Campeonato Brasileiro, após se destacar no Campeonato Carioca pelo Nova Iguaçu, o lateral conquistou a torcida com grandes atuações e foi chamado pelo técnico Mano Menezes para a seleção brasileira. Porém, de lá para cá, seu futebol caiu de rendimento. Na derrota  contra o Vasco, a paciência da torcida se esgotou. O jogador foi o mais vaiado em campo, fato inédito desde sua chegada ao clube.

Veja mais: Botafogo é o quinto colocado no Brasileirão. Veja a tabela atualizada

Na realidade, a partida de Cortês contra o Vasco foi um pesadelo para se esquecer. Com dificuldades na marcação, foi pelo setor do lateral-esquerdo que Eder Luis puxou o contra-ataque resultante no primeiro gol do time de São Januário. No segundo gol do Vasco, o zagueiro Dedé se antecipou ao lateral para marcar de cabeça e decretar a vitória no estádio Engenhão.

Leia também: Após 'no tático', Caio Júnior elogia o treinador do Vasco

O técnico Caio Júnior destacou que a missão do lateral-esquerdo era difícil, já que o lado mais forte do ataque vascaíno é justamente o direito, mas demonstrou confiança na recuperação do jogador. "Ele teve uma missão duríssima que foi marcar o Eder Luis. Alguns momentos ganhou, outros não. Ele passa por um momento difícil na carreira, após passar por uns meses incríveis. Ele vai amadurecer muito e dar muitas alegrias ao Botafogo”, disse o treinador do Botafogo.

Na semana anterior ao clássico, Cortês havia declarado que a diminuição nas jogadas de ataque era reflexo de uma preocupação maior com a postura defensiva, algo cobrado pelo técnico Caio Júnior.

Veja também: Para Caio Júnior, jovens não estão sabendo lidar com a pressão

"Venho tentando fazer as jogadas que venho fazendo desde que cheguei ao Botafogo, mas não é sempre que é possível atacar. Estou deixando para ir 'na boa', sem deixar o time aberto na defesa. Mas quando não vou ao ataque, o Lucas vai ou o Alessandro. Não é um jogo que vai mudar minha característica", disse Cortês, que contra o Vasco não conseguiu nenhum cruzamento, não acertou nenhum drible, mas realizou quatro desarmes certos, além de ter perdido a bola seis vezes.

Siga o iG Botafogo no Twitter e receba as notícias do seu time em tempo real

A queda de rendimento do lateral coincide com a convocação para a seleção brasileira. Desde então, o jogador não conseguiu mais repetir as boas atuações. Durante a boa fase, o jogador chegou a receber propostas do PSG, da França, mas a negociação não avançou. Outros clubes, como o Napoli, da Itália, e o Lyon, da França, sondaram o jogador.

Entre para a Torcida Virtual do Botafogo e comente as atuações de Cortês

Leia tudo sobre: BotafogoBrasileirão 2011Cortês

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG