Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após saída de Muricy, presidente do Flu promete empenho por CT

Peter Siemsen lamentou decisão do treinador e disse que trabalhará para que situação não se repita

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

Com a confirmação da saída de Muricy Ramalho do Fluminense, o presidente do clube, Peter Siemsen, comentou a decisão e os motivos apresentados pelo treinador. Em entrevista coletiva, realizada após o empate de 0 a 0 com o Flamengo, Siemsen desejou boa sorte ao técnico e prometeu empenho para conseguir realizar melhorias na estrutura do departamento de futebol.

"A decisão dele se refere a uma estrutura que todos questionam há muito tempo. Sou da mesma opinião do Muricy, de que não existe estrutura. Vamos nos matar de tanto trabalhar, não só para dar estrutura aos profissionais de futebol, mas também para as categorias de base de Xerém, para que nunca mais o Fluminense se depare com uma situação dessa, de perder um grande técnico", declarou o presidente do Fluminense.

nullSiemsen também revelou que o acordo foi amigável, sem o pagamento de multa de nenhuma das partes, e declarou que gostaria de poder trabalhar com Muricy Ramalho novamente no futuro. "Estamos muito tristes pela saída do Muricy, desejamos muito sucesso para ele, mas o Fluminense continua. e não queremos ninguém insatisfeito, chateado dentro do clube. A recisão é totalmente amigável, as portas ficam totalmente abertas para o futuro. Quem sabe o Muricy volta para o Fluminense um dia", disse Siemsen.

Sobre a demissão de Alcides Antunes, o presidente do Fluminense disse não acreditar que tenha existido uma relação com a saída do treinador. Siemsen disse que foi informado da saída de Muricy na manhã do sábado, antes de oficializar o desligamento do antigo vice-presidente de futebol do clube. A interferência no time de futebol também foi negada.

"Nunca existiu interferência no departamento de futebol. Isso é até engraçado, porque eu assinei todos os aumentos de salário dos jogadores, não existiu nenhum problema nesse sentido. Mas também não foi feito qualquer pedido em relação às Laranjeiras. Se fosse feita qualquer solicitação, seria autorizada ", finalizou o presidente do Fluminense.
 

Leia tudo sobre: fluminensecampeonato carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG