Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após retorno, Kaká admite que teve medo de não jogar mais

Meio-campista entrou em campo na segunda-feira pela primeira vez desde a eliminação da seleção brasileira na Copa do Mundo de 2010

AFP |

Kaká, que voltou a campo na segunda-feira, no final da partida entre Real Madrid e Getafe (vitória madrilenha por 3 a 2) pelo Campeonato Espanhol, após uma longa recuperação da lesão no joelho esquerdo, admitiu nesta terça que teve medo de não voltar ao futebol profissional.

"Em alguns momentos tive medo de pensar quando voltaria a jogar ou se voltaria. Agora preciso recuperar meu espaço, porque a equipe está em um grande nível, mas a competição é sempre boa", revelou o craque no site do Real Madrid. "Estou muito feliz por voltar a jogar e estar no campo. Além do mais, voltar com vitória foi o melhor que poderia ocorrer".

Kaká entrou em campo aos 76 minutos, no lugar do francês Karim Benzema, no jogo pela 17ª rodada da Liga Espanhola, onde o Real ocupa a vice-liderança, a dois pontos do Barcelona. "Passei por momentos muito difíceis e senti mais falta dos detalhes: estar na concentração, treinar, estar junto no vestiário, poder jogar com a torcida ali", disse. "Senti falta da alegria de jogar, mas agora estou disponível e vou dar o máximo para voltar com muita felicidade".

Bola de Ouro em 2007, Kaká chegou à Espanha após o Real Madrid pagar 65 milhões de euros ao Milan, em junho de 2009, mas ainda não brilhou no time espanhol, onde já sofreu um série de lesões. O jogador, 28 anos, que disputou a Copa do Mundo da África do Sul em junho e julho passados, não atuava no Real Madrid desde o dia 8 de maio, contra o Athletic de Bilbao, na Liga Espanhola.

Leia tudo sobre: Kakáespanhareal madridfutebol mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG