Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após recusas, Paraná aposta em goleiro para ser ¿estrela¿ do time

Quatro especialistas da posição já disseram não ao clube, que também garimpa um homem-gol para estrear no estadual

Altair Santos, iG Curitiba |

Quatro goleiros já disseram não ao Paraná Clube. Além de Juninho, titular do ano passado, recusaram propostas Zé Carlos, do Avaí; Eduardo Martini, ex-Ponte Preta, e Galatto, que rescindiu seu contrato com o Málaga e está voltando ao futebol brasileiro. Mesmo assim, o vice de futebol Paulo César Silva abraçou o lema de que “um bom time começa por um bom goleiro” e deseja contratar um camisa 1 de “impacto”. “Precisamos de um nome que transmita confiança à torcida”, diz.

Paulo César Silva, no entanto, enfrenta oposição no clube. Outros dirigentes avaliam que se deve dar chance aos goleiros que estão no grupo, como Luiz Carlos e Thiago Rodrigues, e investir em um homem-gol. No entanto, o Paraná tanto para trazer um goleiro como um atacante o problema é que o clube não tem como pagar salários que passem de R$ 15 mil. Eduardo Martini, por exemplo, até chegou a se reunir com a diretoria, mas pediu R$ 40 mil e foi descartado.

Até agora, os jogadores que se enquadraram na realidade financeira do clube estão longe de causar “impacto” na torcida. O Paraná já acertou com o zagueiro Wellington, o volante Serginho, o meio-campista Taianan e o atacante Paulo Matos. Para poder estrear minimamente contra o Corinthians Paranaense, dia 16, o elenco ainda carece, além de um goleiro e um home-gol, de um zagueiro e um meio-campista.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG