Empate por 0 a 0 contra a Croácia não foi suficiente para equipe turca conseguir vaga na Eurocopa do ano que vem

Getty Images
Guus Hiddink deixou comando da seleção turca após fracasso nas eliminatórias da Eurocopa 2012
O empate sem gols com a Croácia, na última terça-feira, em Zagreb, deixou a Turquia fora da Eurocopa de 2012, uma vez que a equipe havia perdido o duelo de ida por 3 a 0. Após o fracasso, a Federação Turca de Futebol confirmou nesta quarta-feira que chegou a um acordo para a saída do técnico Guus Hiddink.

"Após uma negociação entre Guus Hiddink e dirigentes da Federação Turca, um acordo para a rescisão do contrato do treinador foi atingido de forma consensual. Agradecemos Guus Hiddink pelo trabalho Turquia e desejamos o melhor em seu futuro", declarou a Federeção Turca em nota oficial.

LEIA TAMBÉM: Portugal goleira a Bósnia e garante vaga na Eurocopa

O treinador, por sua vez, criticou a estrutura do futebol turco para justificar o fracasso. "Todas as seleções que representam um país, da sub 14 ao time principal, dependem de como os clubes se organizam e de eles levarem a sério a preparação dos jovens jogadores a partir dos 10 anos de idade", disse. "Em países como Alemanha e Holanda, esse sistema é altamente desenvolvido, e os resultados são óbvios".

Hiddink tem uma vasta carreira em seleções. Em 1998 ele levou a Holanda às semifinais da Copa do Mundo, feito que repetiu em 2002, com a Coreia do Sul. Quatro anos depois, ele colocou a Austrália nas oitavas de final do Mundial da Alemanha.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.