Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após primeira expulsão da carreira, Lucas desabafa e é defendido

Meia do São Paulo precisou ser contido por Carpegiani para não ir pra cima do árbitro no final do jogo

Levi Guimarães, iG São Paulo |

Depois de receber marcação individual por dois jogos inteiros, o meia Lucas, do São Paulo, ainda acabou expulso no final do jogo de volta contra o Santa Cruz pela Copa do Brasil. Após a partida, o jogador reclamou muito do cartão vermelho, dizendo não ter entendido o que levou o árbitro Gutemberg de Paula Fonseca a aplicar a punição.

“Eu não fiz nada. Apanhei o jogo todo, tomei soco, cusparada e fui expulso. Eu queria falar com ele para perguntar o que eu havia feito para ser expulso. Eu tenho que saber que daqui pra frente vai ser sempre assim, vão me marcar em cima. Não tem problema, mas eu não fiz nada de errado”, disse o camisa 7.

Como considerou sua expulsão injusta, o jogador não cogita ser suspenso por mais de um jogo. “Não xinguei o juiz e não temo ser punido por mais tempo no tribunal”, afirmou. No que depender dos companheiros de equipe e do comandante são-paulino Paulo César Carpegiani, Lucas já está perdoado pelo cartão vermelho.

“Ele só queria dizer ao árbitro que foi injusto. Ele estava inconsolável no vestiário. Ele precisa se comportar como profissional, saber que isso ainda vai acontecer muito. Estava até chorando no vestiário. É um menino bom, sem maldade. Não tenho receio nenhum que terá alguma sanção no tribunal”, disse o treinador.

“O Lucas vai aprender a ser malandro. Experiência só se adquire jogando. Eu só posso passar conselhoe e ele terá sequência na sua vida profissional. Terá outras situações parecidas e terá que sair disso. Mas ele só pensa em jogar futebol”, completou.

Dois dos principais líderes do elenco são-paulino também defenderam o garoto de apenas 18 anos. Rogério Ceni disse que “ele apanhou o jogo inteiro e aí fica difícil de se segurar. Mas ele não fez nada, não foi agredir o árbitro, só queria saber porque estava sendo expulso”. E o zagueiro Alex Silva se limitou a dizer que o companheiro de time “é um moleque novo ainda, está aprendendo”.

Com o cartão vermelho, Lucas terá de cumprir suspensão automática e está fora, pelo menos, do jogo de ida das oitavas-de-final da Copa do Brasil, contra o Goiás. A partida ainda não tem data nem local definidos.

Leia tudo sobre: são paulocopa do brasil 2011lucascarpegiani

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG