Tamanho do texto

Após ter sido alvo da ira dos torcedores por estar em um bar com Fred, atacante voltou a ser questionado

A torcida do Fluminense ainda não esqueceu a polêmica envolvendo os atacantes Fred e Rafael Moura , que na última quarta-feira foram vistos em um bar, consumindo cerca de 60 caipirinhas de saquê . Neste domingo, após perder um pênalti diante do América-MG , He Man ouviu das arquibancadas: "ê, ê, ê, está faltando saquê".

O atacante - que, ao contrário de Fred, atuou contra o Internacional , na quinta-feira, e agora, contra os mineiros - destacou que teve personalidade ao assumir a cobrança de pênalti e preferiu não entrar em conflito com os torcedores, após a derrota por 3 a 0 em Sete Lagoas.

"Chamei a responsabilidade ao bater o pênalti. Mas, infelizmente, tem dia que a gente tem que ir para casa e esquecer. O próximo jogo é só no domingo então temos uma semana para melhorar", declarou Rafael Moura, que nega que tenha ingerido bebida alcoólica na quarta-feira .

O meia Marquinho concorda com o atacante ao dizer que o Fluminense não esteve em um bom dia, e também projeta uma melhora da equipe para domingo, quando o time das Laranjeiras enfrenta o Grêmio, no Olímpico.

"Não foi nosso dia. Não nos encontramos em nenhum momento do jogo. Fomos mal na criação e na marcação. Mas vamos conversar com o Abel para ver tudo que erramos e corrigir para a próxima rodada."