"A jogada foi muito rápida. Na TV, parece que tive muito tempo para decidir", disse brasileiro após vice

O meia Márcio Mossoró entrou em campo após o intervalo na final da Liga Europa, disputada nesta quinta-feira no estádio Aviva, em Dublin, e com 40 segundos teve a chance de fazer o gol de empate do Braga, mas chutou em cima do goleiro Hélton, e o Porto acabou vencendo por 1 a 0 e ficando com o título . Após a partida, o meia, que foi campeão da Copa do Brasil com o Paulista em 2005, admitiu sua chateação com o lance e com a derrota, mas exaltou a boa atuação de sua equipe.

"O Braga lutou até o final, teve um espírito guerreiro, e, apesar de não ter conquistado o título, tem que sair de campo com a cabeça erguida", considerou Mossoró que tentou se eximir de culpa na jogada em que saiu cara a cara com o compatriota adversário .

"A jogada foi muito rápida. Na televisão, parece que tive muito tempo para decidir. Tentei levantar a bola", explicou o brasileiro, que chorou desconsoladamente ao ficar com o vice-campeonato, o primeiro da história do Braga em um torneio organizado pela Uefa.

Por sua vez, o goleiro Artur, que ganhou a condição de titular na disputa com Felipe, que acabou indo para o Flamengo, se mostrou orgulhoso com o resultado. "Não posso fazer nada que não seja ter orgulho de vestir essa camisa. Tivemos chances para empatar, mas mesmo chegamos muito longe", disse o ex-jogador de Cruzeiro e Coritiba. 

Confira fotos da final na Irlanda:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.