Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após ¿novela¿, vida de Ronaldinho Gaúcho deve virar filme

Diretor de ¿Bróder¿, cineasta Jefferson De tem projeto com a família Assis para produzir um filme sobre a vida de Ronaldinho

Paulo Passos, iG São Paulo |

Depois de fazer o papel de mocinho e ver seu irmão e empresário Roberto de Assis roubar a cena como vilão ganancioso na "novela" na qual se transformou sua contratação pelo Flamengo, o craque Ronaldinho Gaúcho poderá ter sua história contada no cinema. A família do jogador trabalha num projeto para produzir um filme sobre a vida dele. O diretor para a obra já está até escolhido: é o cineasta Jefferson De.

Diretor de “Bróder”, que foi exibido no Festival de Berlim e premiado no Festival de Gramado, De se reuniu com Assis no ano passado para discutir os detalhes do projeto. “Ele me disse que quer um filme para contar a vida do Ronaldinho. A ideia é uma história bonita, como ‘Dois Filhos de Francisco’ e ‘Lula, o filho do Brasil’”, revelou o cineasta ao iG.

De diz que o projeto ainda está em sua fase inicial. “Fiz entrevistas com familiares e pessoas que conviveram com Ronaldinho e com ele também. Por enquanto, ainda estamos no projeto. Primeiro, preciso lançar o ‘Bróder’ aqui no Brasil”, afirmou.

O cineasta se refere à sua primeira produção, rodada em São Paulo. Com estréia prevista para o dia 18 de março, o filme conta a história de três jovens de Capão Redondo, na Zona Sul da capital paulista. Um deles, interpretado por Jonathan Haagensen, é jogador de futebol.

“Bróder” venceu três Kikitos na última edição do Festival de Cinema de Gramado - melhor filme, diretor e ator, para Caio Blat. Na premiação em agosto, Jefferson subiu ao palco com uma camisa do Internacional. Provocação ao Grêmio, ex-clube de Ronaldinho, que acabou não voltando para lá?

“Não, não, nada disso. Sou corintiano. É que quando fui para o Rio Grande do Sul participar do Festival viajei com a delegação do Inter, que tinha eliminado o São Paulo na Libertadores. Falei com o Tinga e prometi que, se ganhasse o prêmio, usaria a camisa deles”, afirmou o diretor.

Jefferson De diz que o roteiro do filme sobre Ronaldinho ainda não foi escrito. Segundo ele, ainda falta fazer a pesquisa. Perguntado se vai incluir as polêmicas envolvendo as negociações frustradas dele com Palmeiras e, principalmente, Grêmio, De revela que não há problema em abordar tais temas.
Divulgação
Diretor foi premiado no Festival de Cinema de Gramado, em agosto


“É uma parte da história. Pelo pouco que acompanhei, parece que a mágoa dos gremistas é grande. Mas essas negociações têm muitas coisas que o público não fica sabendo, os chamados bastidores. É muito complicado opinar”, disse.

Para o cineasta, a volta de Ronaldinho ao Brasil pode ser boa para acelerar a produção do filme. “Agora que ele está mais perto, podemos adiantar as coisas. Antes, preciso ter novas reuniões com o Assis”, afirmou Jefferson De.
 

Leia tudo sobre: MilanRonaldinho GaúchoFlamengo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG