Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após nova reunião, greve no futebol espanhol é mantida

Campeonato era para ter começado no último final de semana, mas primeira rodada foi adiada devido à paralização

AE |

selo

Uma nova reunião foi realizada nesta segunda-feira entre representantes da LFP (Liga de Futebol Profissional), que organiza o Campeonato Espanhol, e a AFE (Associação dos Futebolistas Espanhóis), sindicato dos jogadores. E, como não houve acordo, foi mantida a greve na primeira e segunda divisões do futebol da Espanha.

O Campeonato Espanhol era para ter começado no último sábado, mas foi adiado por causa da greve dos jogadores, que buscam um novo acordo coletivo de trabalho com os clubes. Nesta segunda-feira, aconteceu a quarta reunião entre as duas partes para tentar chegar a um entendimento, novamente sem sucesso. Outro encontro foi marcado para terça.

"Demonstramos que queremos um acordo. Seguimos apresentando propostas para tentar acabar com essa situação. Foi mais uma reunião de trabalho do que de negociação", explicou José Luis Astiazarán, presidente da AFE, após o encontro desta segunda-feira na sede da entidade que organiza o campeonato, em Madri, que durou duas horas e meia.

A principal exigência dos jogadores, desde que a greve foi anunciada no dia 11 de agosto, é que seja criado pelos clubes um fundo para bancar eventuais atrasos salariais. Atualmente, equipes das duas primeiras divisões do Campeonato Espanhol devem cerca de US$ 72 milhões para mais de 200 atletas. Mas ainda não houve acordo, paralisando o futebol na Espanha.

Leia tudo sobre: espanhafutebol mundialreal madridbarcelona

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG