Atacante se preparava para o amistoso diante de San Marino, ocorrido na última quarta. Zagueiro Gabriel Tamas recebeu a mesma pena

selo

O atacante romeno Adrian Mutu já foi protagonista de diversas polêmicas ao longo de sua carreira. A última, no entanto, custou definitivamente o seu lugar na seleção do país. O jogador foi banido de partidas da Romênia por ter saído para uma noitada na última segunda-feira, quando se preparava para o amistoso diante de San Marino, ocorrido na última quarta. O zagueiro Gabriel Tamas, que o acompanhou na balada regada com bebidas alcoólicas, recebeu a mesma pena.

A confirmação do afastamento definitivo dos dois jogadores foi feita nesta quinta-feira pelo técnico Victor Piturca, um dia depois que a Romênia ganhou de San Marino, fora de casa, por 1 a 0, com gol de Herea. O adversário desse jogo deveria ter sido a Argentina, com quem o amistoso havia sido marcado, mas a seleção sul-americana acabou desistindo do compromisso por estar sem técnico após a demissão de Sergio Batista - Alejandro Sabella ainda não havia assumido o cargo. A atitude revoltou os romenos, que estão pedindo compensação financeira aos argentinos.

Apontado como grande revelação do futebol romeno nos últimos anos, Mutu teve a carreira atrapalhada pelo consumo de drogas. Em 2004, quando atuava pelo Chelsea, por quem tinha sido contratado por cerca de 22 milhões de euros, ele foi flagrado no exame antidoping pelo uso de cocaína, o que lhe rendeu uma pena de sete meses de suspensão.

No início de 2010, já na Fiorentina, ele foi novamente flagrado em um exame antidoping e, dessa vez, acabou suspenso por nove meses. Uma semana após o fim da pena, acabou envolvido em uma briga, na qual agrediu um funcionário num bar. Atualmente, o atacante 32 anos atua pelo Cesena, também da Itália. Mas continua ligado às polêmicas, agora sendo banido da seleção romena.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.