Time gaúcho, sob comando do treinador, soma um empate e três derrotas como visitante

nullCelso Roth ficou satisfeito, elogiou os jogadores e, claro, comemorou a vitória por 4 a 0 sobre o Atlético-PR , neste domingo, no Olímpico. Porém, ao destacar a situação do Grêmio no Brasileirão, fez questão de descartar euforia e cobrou melhora do rendimento como visitante. A começar contra o Bahia, quinta-feira, em Salvador.

Entre para a Torcida Virtual e convide seus amigos

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

“Foi nossa melhor atuação em termos de placar, mas a do Gre-Nal foi mais consistente. Até porque o clássico exige isso. As coisas se encaminham: os jogadores sabem o que fazem, mostramos jogadas que privilegiamos nos treinamentos e, com o passar do tempo, tudo acontecerá naturalmente. Agora, o desafio é repetir isso fora de casa”, avaliou o treinador.

Até por que...

“Toda a vitória esconde deficiências. Temos que ter cuidado com isso. A vitória anestesia. O torcedor está sofrido e desconfiado, mas tem que comemorar”, completou o treinador.

Em 14º com 24 pontos, o Grêmio livrou três da zona do rebaixamento. A campanha irregular se explica pelas dificuldades longe do Olímpico. Com Celso Roth, que completou um mês de comando neste domingo, em quatro partidas, foram um empate e três derrotas. No total, são dez partidas e apenas uma vitória.

“Só assim teremos uma situação de equilíbrio no campeonato”, definiu o técnico.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.