Tamanho do texto

Estrutura defensiva será mantida, mas do meio vão aparecer titulares como Roger, Rychely e Tiago Alves

selo

Fim das comemorações. O Santos começará a viver uma nova realidade com a reapresentação dos campeões da Copa Libertadores da América, nesta segunda-feira, às 10 horas, no Centro de Treinamento Rei Pelé, depois de quatro dias de festa para alguns e de descanso para outros. Sem seus três principais astros - Neymar, Paulo Henrique Ganso e Elano, que estão com a seleção brasileira na Argentina -, Muricy Ramalho vai iniciar o trabalho de montagem de um time provisório que seja capaz de recuperar os pontos perdidos nas primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro. 

A estrutura defensiva será mantida, mas do meio vão aparecer titulares como Roger, Rychely e Tiago Alves, em torno da nova referência, o artilheiro Borges. Com cinco pontos em 12 disputados, a melhor equipe sul-americana está na parte de baixo da tabela de classificação e, se pretende lutar pelo título, precisa começar a reagir já na próxima quarta diante do Figueirense, em Florianópolis, para ter sobras em novembro, quando vai se concentrar na preparação para tentar fechar 2011 ganhando também o Mundial de Clubes da Fifa, no Japão, em dezembro.

Entre para a Torcida Virtual do seu time e convide os amigos

Se o Brasil chegar à decisão da Copa América, na Argentina, o Santos ficará sem Neymar, Paulo Henrique Ganso e Elano em seis jogos. No próximo dia 4, Muricy perderá também Alex Sandro e Felipe Anderson, convocados para defender o Brasil no Mundial Sub-20, na Colômbia, a partir do dia 29 de julho. Alan Patrick e Danilo são outros campeões da Libertadores convocados para a seleção sub-20, mas, enquanto o meia já é do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, embora os dirigentes não confirmem as negociações, Danilo pode se tornar jogador do Benfica, de Portugal, nos próximos dias. 

Diante de tantos problemas, Muricy apresentou uma relação com os nomes dos reforços que pretende para levar o Santos a lutar pelo título do Campeonato Brasileiro. Mas a cúpula santista alega falta de dinheiro e não deve investir alto em reforços. Zé Roberto deverá ser a única contratação de qualidade porque o ex-meia da seleção é donos dos próprios direitos econômicos e vai custar só os salários.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.