Insatisfeito, treinador mandou recado à diretoria: 'esse campeonato não se ganha com um time apenas'

Apesar do empate heróico diante do Cruzeiro por 1 a 1 neste sábado, na Arena do Jacaré , em Sete Lagoas, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Muricy Ramalho não ficou satisfeito com o desempenho do time b do Santos . O treinador destacou a dificuldade de fazer alterações na partida, e voltou a pedir reforços para a diretoria santista.

“O Santos fez o que dava para fazer, já expliquei para a diretoria do Santos que esse campeonato não se ganha com um time apenas, precisa de elenco. Peço, pois quando os maus resultados acontecem, é o treinador que paga a conta. Outro problema é que vamos perder os atletas para a seleção brasileira”, afirmou Muricy Ramalho.

O treinador amenizou a pressão sofrida para o Cruzeiro durante o jogo, ressaltando que a equipe santista jogou com muitos atletas jovens na partida. Isso porque, Muricy poupou os titulares visando a final na Copa Libertadores da América, diante do Peñarol na próxima quarta-feira, em Montevidéu, no Uruguai.

“São muitos meninos e jogando com um time como o Cruzeiro, muito forte em casa. A gente percebe erro de passes, mas é isso, a gente escolheu dar prioridade a uma competição”, disse o treinador.

Entre os jovens que estiveram em campo, dois acabaram chamando a atenção pela falta de experiência. O zagueiro Vinicius foi expulso após uma falta violenta no meia Dudu, do Cruzeiro. Já o zagueiro Wallace fez o pênalti que resultou no único gol do adversário da partida.

Além deles, Muricy levou para o jogo os zagueiros Renato e Rafael Caldeira, o lateral-esquerdo Wesley, o volante Alison, os atacantes Tiago Alves e Renan Mota, e o meia Felipe Anderson.

null

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.