Tamanho do texto

Treinador não gostou da igualdade, mas ressaltou que ponto conquistado pode fazer a diferença no final

O técnico do Cruzeiro não gostou do empate sem gols com o Bahia, em Salvador . Em situação crítica na tabela, Vágner Mancini disse que só pensava na vitória, mas não deixou de valorizar o ponto conquistado na capital baiana. Mancini viu seu time apático na primeira etapa, mas gostou da evolução na segunda metade da partida.

Cruzeiro é o 16º colocado no Brasileirão. Veja a classificação completa

O treinador disse que o jejum de dez partidas sem vencer o incomoda. "Jejum muito longo, isso incomoda a gente. Mesmo há pouco tempo no Cruzeiro, fico incomodado. Mas não podemos jogar a toalha. Vimos dois jogos em um só. Um primeiro tempo horrível. Segundo tempo melhorou muito. Tivemos mais volume de jogo, tentamos incomodar o adversário", analisou Vágner Mancini.

Leia também: Joel Santana desabafa e diz que Cruzeiro só venceu com ele

Mancini julgou o empate um péssimo resultado em Salvador. "Foi péssimo, mas dependendo do que acontecer lá na frente pode ser magnífico. Talvez seja importante na frente, mas hoje eu lamento dois pontos", disse.

Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba notícias do seu time em tempo real

O treinador acredita que seu time está muito lento nas partidas. "Falta velocidade. Não temos atletas velozes no elenco. Isso acarreta um jogo previsível. Time toca bem a bola mas não tem infiltração. Não dá para ficar lamentando, temos que achar uma forma boa de jogar pois agora faltam só nove jogos", preocupou-se.

Entre para a torcida virtual do Cruzeiro e comente a entrevista de Vágner Mancini