Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após empate, Joel Santana reclama de 'catimba' do Macaé e árbitro

Treinador questionou a arbitragem de Péricles Bassols, que teria permitido muitas faltas na partida

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

nullO técnico Joel Santana, do Botafogo, deixou os bordões e o habitual bom humor depois do empate por 1 a 1 de sua equipe com o Macaé, neste domingo, no estádio Engenhão. O resultado fez com que o Botafogo perdesse a liderança do grupo B para o Fluminense, mas além do placar, o motivo da irritação do treinador foi a suposta 'catimba' praticada pelos jogadores do Macaé.

"A gente tem que falar o que aconteceu. Os caras se jogaram no chão três vezes, saiam do campo, voltavam. Parecia uma pelada. Vocês tem os números todos para consultar, a verdade é que não teve jogo. Uma tempo de 45 minutos deve ter tido no máximo 25 de bola rolando. Neutralizaram tudo, se atirando o tempo todo no chão. Foi um jogo irritante", declarou o treinador.

Para Joel Santana, a arbitragem de Péricles Bassols também atrapalhou o andamento da partida. O comandante do Botafogo acredita que o juiz foi omisso com a violência do Macaé. Porém, o treinador preferiu não abusar nas reclamações, com medo de receber uma punição do STJD (Supremo Tribunal de Justiça Desportiva).

"Não dá para ficar falando, porque amanhã eu tomo uma suspensão. O número quatro do time deles deu um 'cacetada' no Caio e nada foi marcado. Minutos depois, ele fez uma falta e o juiz marcou. Mas eu fui falar com ele e ele ficou me ameaçando, falando que ia me colocar para fora. Vocês viram. Assim fica difícil, é melhor eu chegar aqui e falar que o time jogou mal e acabou, todo mundo fica satisfeito", disse Joel Santana.

Segundo colocado do Grupo B, o Botafogo enfrenta o Flamengo, que terminou em primeiro na outra chave, na semifinal da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca. O jogo será disputado no domingo, às 16h, no estádio Engenhão.

Para Joel, duelo será de igual para igual. "Vamos jogar uma partida com um adversário igual a nós, que tem a mesma força, mas é o time da moda. Trouxe um jogador superimportante (Ronaldinho) e outro que admiro (Thiago Neves). Conheço a base da equipe e acho que vai ser uma grande partida. É bom que terá casa cheia e será grande espetáculo, o que valoriza todo mundo", afirmou o treinador.

Joel ainda deixou claro que aposta na vitória do Fluminense sobre o Boavista na outra semifinal da Taça Guanabara, em duelo que será disputado no sábado. "Tivemos um mau resultado e vamos pagar por isso. O alerta havia sido dado. Agora, vamos ter que ganhar dois clássicos (contra Flamengo e Fluminense). Poderíamos pegar um adversário, teoricamente, de menor estrutura", disse o técnico.

Leia tudo sobre: botafogocampeonato carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG