Tamanho do texto

"Não podemos perder tantos gols fora de casa. Temos que amadurecer isso o mais rápido possível", disse Tcheco

Não foi diante do Bahia que o Coritiba conseguiu a primeira vitória fora de casa no Campeonato Brasileiro 2011. O empate em 0 a 0 não foi o pior dos resultados, mas frustrou o atletas coxas-brancas ao final da partida. O meia Tcheco, visivelmente chateado, reclamou da falta de tranquilidade na hora de matar o jogo, especialmente pela dificuldade passada após a expulsão de Leandro Donizete.

"O lado bom foi a gente ter se superado com um homem a menos. O lado ruim... Tem que ser um time mais maduro. Temos um elenco qualificado", desabafou o meia, que pediu mais inteligência na hora de arrematar. "Acho que tem muito contra-ataque que podemos trabalhar melhor a bola. Não podemos perder tantos gols fora de casa. Temos que amadurecer isso o mais rápido possível", emendou.

O volante Léo Gago, que acertou um chute na trave, também reclamou das chances perdidas, especialmente pelo volume apresentado pelo Alviverde."Tivemos chances e infelizmente, não concluímos de novo. Estamos criando fora de casa, coisa que poucos times têm feito. Vamos trabalhar para fazer os gols fora de casa. É sempre bom tirar um ponto fora, mas a gente sabia que podia fazer os três pontos. Agora é descansar para mais uma guerra", projetou.

Para o zagueiro Pereira, mais uma vez resta ao Coxa fazer a diferença no alto da Glória, desta vez diante do São Paulo. "Temos feito bons jogos, criado oportunidades, controlando o jogo, mas a bola não tem entrado. Jogar aqui é muito difícil, é bem abafado. Agora é descansar e mais uma vez fazer a lição de casa".