Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após dois empates, Flamengo liga o sinal de alerta na Taça Rio

Time não conseguiu vencer seus dois últimos compromissos e corre o risco de não se classificar

Gazeta Esportiva |

Os empates sem gols contra o Fluminense, em crise, e Cabofriense, que está na zona de rebaixamento da competição, ligaram o sinal de alerta na Gávea. Uma vitória do Flamengo é vista como fundamental no duelo programado para o próximo domingo, às 16 horas (de Brasília), diante do Madureira no Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé, em confronto válido pela quinta rodada.

O Flamengo não conseguiu vencer seus dois últimos compromissos na Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca. Os empates sem gols contra o Fluminense, em crise, e Cabofriense, que está na zona de rebaixamento da competição, ligaram o sinal de alerta na Gávea. Uma vitória é vista como fundamental no duelo programado para o próximo domingo, às 16 horas (de Brasília), diante do Madureira no Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé, em confronto válido pela quinta rodada.

Com os dois tropeços recentes o Flamengo deixou a zona de classificação para as semifinais e aparece na terceira posição com oito pontos, um a menos que Vasco e Boavista. Um novo resultado negativo diante do Tricolor suburbano, outro ameaçado de rebaixamento, pode deixar a vaga na próxima etapa comprometida. Isso porque o Flamengo ainda tem um clássico por fazer nesta fase, diante do Botafogo.

"Sabemos que a vitória neste domingo se tornou fundamental, pois o Flamengo não pode mais tropeçar nesta fase da Taça Rio até que a classificação para as semifinais esteja assegurada. Seria muito ruim não avançar neste segundo turno, pois o nosso desejo é ganhar também a Taça Rio e garantir o título estadual sem a necessidade de uma decisão ", declarou o lateral direito Leonardo Moura. O goleiro Felipe é mais um que alerta para a necessidade de uma vitória. O arqueiro não quer deixar os rivais abrirem vantagem, faltando apenas quatro rodadas para o fim desta fase da competição.

"Pelo modelo de disputa da Taça Rio não podemos dar sopa para o azar, pois o Flamengo não depende das próprias forças para se classificar. Não teremos confrontos com os times que estão na nossa frente, por conta do cruzamento entre os dois grupos. Assim, é importante voltarmos a ficar em vantagem mais uma vez, senão a classificação ficará seriamente ameaçada".

O técnico Vanderlei Luxemburgo, por sua vez, preferiu minimizar os tropeços, lembrando que o Rubro-negro é o time a ser batido na Taça Rio. "O Flamengo vai ser cada vez mais visado. Isso é normal. Quem entrar em campo contra nós, vai querer tirar uma casquinha, tirar a invencibilidade".

A definição do time do Flamengo para o confronto diante do Madureira começará a ser feita por Vanderlei Luxemburgo a partir do treino desta quarta-feira. O comandante contará com os importantes reforços dos meias Thiago Neves e Ronaldinho Gaúcho, que cumpriram suspensão diante da Cabofriense. Em compensação, a lista de desfalques continua grande. O volante Willians e o meia Renato Abreu receberam o terceiro cartão amarelo na rodada passada e terão que cumprir suspensão. O meia chileno Fierro, que foi convocado para defender a seleção de seu país nos amistosos contra Portugal e Colômbia, também não estará à disposição.

Adriano
Continua indefinida a situação envolvendo a possível contratação do atacante Adriano pelo Flamengo. O jogador, manifestou o desejo de retornar à Gávea, mas conta com a resistência de Vanderlei Luxemburgo. A presidente Patrícia Amorim evita falar abertamente sobre o desejo de contar com o atleta para não entrar em conflito com o treinador, porém há quem diga que a dirigente também não quer ver o Imperador no clube. Luxemburgo entende que o atual elenco é homogêneo, disciplinado e que Adriano poderia gerar muitos problemas extra-campo, a exemplo do que aconteceu em 2010, quando até figurou no noticiário policial.
 

Leia tudo sobre: campeonato carioca 2011flamengo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG