Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após derrota, Renato Gaúcho pede desculpas à torcida do Grêmio

Treinador admite que time "não jogou nada" em goleada para o Oriente Petrolero

iG Porto Alegre |

O técnico Renato Gaúcho teve uma avaliação realista da derrota do Grêmio por 3 a 0 para o Oriente Petrolero, nesta quinta-feira, pela Libertadores. Para o treinador, o time "não jogou nada" e "poderia ter levado mais" na partida disputada, em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia.

"Se não foi a pior atuação sob meu comando, foi uma das piores. O que posso é pedir desculpas para a torcida que esteve aqui e também que nos acompanhou no Brasil. Foi uma exibição muito ruim, mas aprendemos com nossos erros. Uma atuação igual a essa deixa todo mundo insatisfeito", lamentou o comandante gremista.

Renato não concordou com a opinião de ter escalado mal a equipe – sem Douglas improvisou Gabriel no meio-campo. Para o treinador, o fracasso em campo tem justificativa na falta de opções: o time gaúcho, aliás, viajou com apenas 18 jogadores devido a inúmeras lesões.

"É falta de opção mesmo. Quando não temos ninguém fica difícil. Todo mundo sabe que quando não temos o Douglas não há ninguém. Precisamos improvisar, o escolhido foi o Gabriel. Não foi tão bem, mas ajudou. É inteligente, tem qualidade, mas alguém precisava entrar ali", avaliou o técnico.

Renato disse que o fato de esta classificado para as oitavas de final pode ter atrapalhado os jogadores:

"De repente houve um menosprezo ao adversário. Não era para ser assim, mas o Grêmio acabou pagando pelos próprios erros".

A delegação do Grêmio tem chegada em Porto Alegre prevista para as 6h desta sexta-feira. O próximo compromisso será domingo, às 16h, pelo Gauchão, contra o Ypiranga, em Erechim.

Leia tudo sobre: grêmiocopa libertadores 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG