Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após derrota para o Boavista, Flamengo reclama e árbitro é afastado

Felipe Gomes da Silva validou gol polêmico marcado de mão por Sheslon, do Boavista, o que gerou revolta dos flamenguistas

Gazeta |

Agência O Globo
Felipe Gomes da Silva teve arbitragem polêmica na derrota do Fla para o Boavista
O Flamengo considerou o trio de arbitragem liderado por Felipe Gomes da Silva o protagonista da derrota da equipe para o Boavista, por 2 a 1, na noite dessa quarta-feira, no Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé, na partida que marcou a estreia das duas equipes na Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca.

Leia mais: Jogadores do Fla disparam contra a arbitragem, mas Joel se cala

Os rubro-negros deixaram o gramado revoltados com lances que, segundo eles, foram cruciais para o tropeço da equipe. Além de um toque de mão no segundo gol do Boavista, os flamenguistas protestaram contra o carrinho dado pelo meia Tonny no volante Willians, que tirou o atleta de campo ainda no primeiro tempo.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Na manhã desta quinta-feira, o presidente da Comissão de Árbitros da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, Jorge Rabelo, confirmou o afastamento do árbitro. Na visão do dirigente, Felipe Gomes da Silva pecou por conta da falta de capacidade de manter a disciplina do jogo.

Confira ainda: Com gol polêmico, Flamengo perde do Boavista na estreia da Taça Rio

"Teve um carrinho no início do jogo que deveria ser coibido. Como consequência, veio o lance em que o Willians se machucou. Era um lance para vermelho e ele nem pode alegar que não viu a jogada, pois marcou falta e deu apenas o cartão amarelo. Com isso, o árbitro vai passar por uma reciclagem para entender mais sobre a questão dos carrinhos”, disse.

Rabelo, porém, minimizou as reclamações do Flamengo em relação ao lance do gol de mão do Boavista e lembrou que antes do toque de mão o jogador da equipe de Saquarema sofreu um pênalti.

“O principal erro naquele lance nem foi não ter marcado a mão e sim não ter dado o pênalti em cima do jogador do Boavista, que foi puxado dentro da área. Nesse caso, porém, até entendemos que era um lance rápido”, declarou. O técnico Joel Santana preferiu não comentar sobre a arbitragem: “vocês viram o que aconteceu". Após o jogo de quarta-feira, os jogadores do Flamengo estavam visivelmente transtornados. Enquanto respondia sobre a atuação do time na partida, o lateral Junior Cesar foi interrompido pelo companheiro David Braz.

Leia tudo sobre: campeonato caricoca 2012flamengoboavista

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG