Técnico assumiu o Inter em 11 de abril, foi eliminado na Libertadores e perdeu clássico

O técnico Paulo Roberto Falcão reclamou da falta de tempo para trabalhar no Internacional após a derrota para o Grêmio neste domingo no Beira-Rio . Após perder a primeira partida da final do Gauchão, o treinador lembrou que está à frente do time desde 11 de abril e que, apesar da vantagem gremista, o seu time pode ser campeão no Olímpico.

Falcão também negou estar preocupado com uma eventual pressão por falta de resultados. Na quarta-feira, o Inter foi eliminado da Libertadores pelo Peñarol.

null

"Se eu digo que é pouco tempo para trabalhar... respondo esta pergunta. Não tenho esta preocupação. Sempre termino bem as minhas coisas. Quanto tempo o Renato tem de Grêmio? E eu? A diferença é brutal", disse o treinador.

Renato assumiu o Grêmio em 12 de agosto de 2010. Para Falcão, a partida foi igual. Ele disse que o segundo gol do Grêmio, aos 43 segundos do segundo tempo, foi determinante para o resultado.

"Preparei uma coisa que não conseguimos colocar em prática. Tivemos falta de atenção", destacou.

O treinador preferiu não comentar os gols sofridos por Renan e descartou mudanças drásticas no Inter:

"Não costuma mexer muito. Vamos trabalhar".

Falcão abraça Andrezinho, que marcou o primeiro gol da decisão no Beira-Rio
Vipcomm
Falcão abraça Andrezinho, que marcou o primeiro gol da decisão no Beira-Rio

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.