Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após derrota, Cristiano Ronaldo critica a estratégia de Mourinho

Português do Real Madrid disparou também contra Messi e o árbitro do clássico contra o Barcelona

iG São Paulo |

Aos 17 minutos do jogo entre Real Madrid e Barcelona, pela semifinal da Liga dos Campeões, uma cena chamou a atenção: Cristiano Ronaldo balançava os braços para frente e gritava com seus companheiros de time. Ele queria que os seus companheiros avançassem a marcação sobre o Barcelona, que tocava a bola pacientemente em seu campo de defesa, em pleno Santiago Bernabéu. Nesta quinta-feira, após a derrota por 2 a 0, Ronaldo transformou em palavras sua indignação.

Questionado se ele gostou do futebol do seu time, Cristiano Ronaldo não escondeu sua insatisfação: "Não, eu não gosto, mas eu tenho que me adaptar ao que foi pedido para mim. É assim que as coisas são. Nós temos uma estratégia", comentou, claramente frustrado, segundo o jornal inglês "Guardian".

O técnico José Mourinho escalou o time espanhol com três volantes (Pepe, Lass Diarra e Xabi Alonso) e sem um centroavante fixo na área adversária. Özil, Di María e Cristiano Ronaldo formavam o setor ofensivo da equipe. Após o intervalo, o centroavante Adebayor entrou em campo, mas quem saiu foi o meia alemão. A substituição até melhorou o posicionamento de Ronaldo e fez o Real crescer no jogo, mas a expulsão de Pepe, aos 15 minutos, freiou a reação.

"Sendo honesto, é verdade que nós não tínhamos chutado ao gol quando o jogo era 11 contra 11, mas 0 a 0 não é um resultado ruim em casa. Nós poderíamos ir (ao Camp Nou) e marcar. Nós não jogávamos bem, mas o jogo estava sob controle", analisou Cristiano Ronaldo.

O português do Real Madrid aproveitou ainda para cutucar o rival Lionel Messi, autor dos dois gols da vitória do Barcelona: "É mais fácil jogar contra dez homens. Eu gostaria de jogar contra dez também, como ele faz", polemizou, para depois seguir o discurso de Mourinho: culpar o árbitro pela derrota e lembrar de outras polêmicas envolvendo o Barça.

"Eu sinto muito por nós e pelo Mourinho - porque isso sempre acontece com ele. Barcelona é um grande time, mas eles têm muito poder fora de campo. Chelsea, Internazionale e Arsenal. É sempre o mesmo. É uma coincidência?", questionou Cristiano Ronaldo.

Leia tudo sobre: futebol mundialespanhabarcelonareal madrid

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG