Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após derrota, Coritiba lamenta gols tomados em bolas paradas

Cobrança de falta de Juninho Pernambucano abriu o placar e, depois, Rômulo decretou a vitória por 2 a 0

Gazeta |

Não foi desta vez que o Coritiba conseguiu consolidar uma sequência de resultados positivos no Campeonato Brasileiro e iniciar uma arrancada na classificação. O time perdeu para o Vasco da Gama por 2 a 0, no Rio de Janeiro, e terá que remar novamente em sua busca por uma vaga na Libertadores da América. O meia Tcheco lamentou a competência do adversário nas bolas paradas, que decidiram o jogo.

"Em duas bolas paradas eles resolveram. Não fomos felizes como eles. Faltou caprichar em alguns contra-ataques. Com o resultado na mão, o Vasco se posicionou muito atrás. Quando estava com um 1 a 0 tinha que tentar empatar. Um ponto faz diferença na tabela", afirmou o jogador, que cobrou uma postura mais agressiva da equipe nessas situações. "Faltou um pouquinho de brio, que estava sobrando nos jogos anteriores", avaliou.

O goleiro Vanderlei contou que a expectativa era sair com três pontos de São Januário, mas a bola parada impediu os planos do Coritiba, que tentou, em vão, uma reação. "Espera vencer o jogo e subir na tabela, mas não conseguimos. Voltamos bem para o segundo tempo e tomamos mais um gol de bola parada. Agora tem que levantar a cabeça que não terminou por aqui", disse.

Em uma noite pouco inspirada, o atacante Marcos Aurélio também lamentou o vacilo em jogadas treinadas no dia a dia, e pede cabeça erguida para a sequência da competição. "Tomamos um gol de falta e, no segundo tempo, mais um na boa parada. Foi ela que decidiu a partida. A equipe não estava mal na partida. Agora é ter tranquilidade e trabalhar para a rodada do final de semana", concluiu.

null

Leia tudo sobre: brasileirão 2011Coritibavasco

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG