Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após demissão, Jamelli nega conflito com a diretoria do Santos

Santos justificou saída de dirigente por critérios técnicos e discordâncias pontuais sobre o planejamento do time para 2011

Gazeta |

Paulo Jamelli não demonstrou estar magoado com a diretoria do Santos, no dia seguinte à sua demissão. Em entrevista à "Rádio Jovem Pan", o ex-gerente de futebol do clube minimizou as discordâncias que teve com a administração de Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro.

"O Pedro Luiz [Nunes Conceição, diretor de futebol] me procurou lá pelo dia 15 deste mês. Pensei que fosse um assunto de planejamento, mas ele me falou que eu não estava mais nos planos do clube. O Santos estaria procurando um profissional com um perfil diferente, com um lado gerencial mais burocrático e não de campo, como faço", explicou Jamelli.

Em comunicado oficial, no entanto, o Santos justificou a saída do dirigente com o seguinte argumento: "critérios técnicos e discordâncias pontuais sobre o planejamento do time para 2011". Jamelli estaria insatisfeito com as contratações do goleiro Aranha, do lateral direito Jonathan e do volante Charles, concretizadas enquanto ele estava de férias nos Estados Unidos e sem o seu consentimento. O ex-jogador negou qualquer conflito: "Saio do Santos com a cabeça erguida e sem problemas com ninguém, e não por desentendimento ou contratação. Foi questão de perfil, como em uma empresa. Tenho as portas abertas aqui".

Jamelli ainda fez questão de lembrar os seus feitos como gerente de futebol do Santos. "O time que montamos foi um sucesso dentro e fora de campo porque conseguimos recuperar bons jogadores, colocar na seleção, vender atletas como André e Wesley, revelar atletas... No ponto de vista geral, a torcida também ficou contente, com títulos e a classificação para a Libertadores. Mas o futebol é dinâmico e a vida continua", conformou-se o ex-meio-campista, que agora procura um novo clube.

"Pretendo seguir no futebol porque é o que sei fazer. Sei que tem alguns clubes que estão atrás de gerentes com o meu perfil, mas esta é uma época difícil porque os times já estão fechados para o ano que vem", lamentou Jamelli.

Leia tudo sobre: JamelliSantosdemissãoGENET

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG