"Foi uma decisão da diretoria. Não saio decepcionado. Hoje o futebol é vivido dessa maneira", disse o ex-técnico

Demitido do Criciúma após a derrota diante da Portuguesa , o técnico Guto Ferreira diz não guardar mágoas da equipe, que não conseguiu se recuperar sob o seu comando. Ao todo, o comandante esteve com o time em 11 jogos e somou cinco vitórias, três empates e três derrotas.

"Foi uma decisão da diretoria. Não saio decepcionado. Hoje o futebol é vivido dessa maneira. O mercado é assim mesmo. Fiz um bom trabalho. O time passou por um processo de reformulação e eu faria tudo de novo o que eu fiz", disse Ferreira, que ainda segue sem clube, em entrevista ao Jornal da Manhã .

"Houve uma entrega dos jogadores e agradeço às pessoas que me trouxeram até aqui. O Criciúma necessita e certamente vai estar na Série A em 2012", continuou. "A Portuguesa e a Ponte Preta mantiveram 70, 80% de seu elenco que disputou o Campeonato Paulista e isso ajuda muito. Nosso time iria render muito mais", encerrou o ex-técnico do Tigre.

O cargo de comandante do Criciúma foi ocupado logo após a demissão de Guto Ferreira. Mauro Fernandes foi o escolhido para comandar a equipe no restante da Série B, onde ocupa a quinta posição na tabela com 23 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.