Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após defender pênalti, goleiro da Ponte não se considera herói

Bruno foi decisivo na vitória contra o São Caetano, que colocou o time na final do Troféu Interior

Gazeta |

O goleiro Bruno foi um dos destaques da Ponte Preta nas semifinais do Troféu do Interior, ao pegar um pênalti do atacante Eduardo, no jogo contra o São Caetano. Apesar disso, o arqueiro não se considera o herói da classificação da Macaca.

"Na primeira cobrança do São Caetano, eu tive a felicidade de poder defender e acho que isso deu mais moral para o nosso grupo, deu mais confiança para os batedores, o que foi crucial para a equipe. Fico feliz por ter defendido, mas o determinante foi a luta da equipe, nem um nem outro foi ou é mais importante", comemorou o camisa 1.

Contestado neste ano pelos torcedores pontepretanos, Bruno concordou com as críticas recebidas e afirmou não ter deixado se abater. "No meu começo na Ponte, tive a oportunidade de mostrar meu potencial e minha qualidade, mas sei que passei por um mau momento e a torcida me cobrou com razão. Porém, a gente não pode se abater: tem que continuar trabalhando para melhorar. Se você não trabalhar, ninguém fará isso por você", ponderou.

Agora, a Macaca começa a se preparar para a decisão do Troféu do Interior, que terá o primeiro jogo, nesta quarta-feira, contra o Oeste, no Estádio Moisés Lucarelli. Na primeira fase, as duas equipes se enfrentaram, em Itápolis, e o mandante bateu a Macaca por 2 a 1. Para Bruno, o time de Campinas precisa corrigir os erros cometidos nessa partida para conseguir conquistar o título.

"Sabemos dos erros que cometemos lá e é uma coisa que não vai acontecer de novo. Estamos preparados, mostramos nossa qualidade aqui em casa e também vamos levar isso para Itápolis", completou.

Leia tudo sobre: ponte pretabrunotroféu do interior

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG