Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após cusparadas, atletas de Napoli e Roma são suspensos

Lavezzi, do clube do sul, e Rosi, do time da capital, levaram três jogos de gancho da Federação Italiana

EFE |

Destaques negativos da vitória por 2 a 0 do Napoli sobre a Roma por trocarem cusparadas, em partida disputada no sábado na capital italiana, o atacante argentino Ezequiel Lavezzi, do time visitante, e o volante italiano Aleandro Rosi, dos anfitriões, foram suspensos por três partidas nesta segunda-feira.

O juiz Gianpaolo Tossel baseou sua decisão nas imagens de televisão do encontro analisadas após a advertência sobre o incidente feita pelos organizadores do Campeonato Italiano.

"As imagens de televisão documentam que quando Rosi se encontrava no círculo central do campo, longe da ação com a bola, se aproximou de Lavezzi, que estava parcialmente de costas, e a uma distância de um metro o cuspiu, ao que o argentino respondeu com outra cusparada", explicou Tossel.

O incidente não foi advertido pelo árbitro do duelo, motivo pelo qual não se adotou nenhuma medida disciplinar durante o jogo, segundo explicações do juiz. Tossel destacou também que uma cusparada deve ser considerada, "a todos os efeitos, uma conduta violenta que transforma em admissível a prova televisiva".

Por conta da suspensão do juiz, Lavezzi perderá a 37ª rodada do Italiano, em que o Napoli, que tem 46 pontos, receberá o Milan líder com 49.

Leia tudo sobre: Futebol MundialItáliaRomaNapoliLavezziRosi

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG