Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após corte de Fábio e Henrique, Cruzeiro acusa CBF por mico

Clube mineiro acredita que a entidade errou ao enviar um fax com a convocação da dupla antes da hora exata

Frederico Machado, iG Belo Horizonte |

Vipcomm
Fábio esteve no grupo que disputou os amistosos recentes, mas acabou cortado da lista final
O goleiro Fábio e o volante Henrique , do Cruzeiro , não foram convocados pelo técnico Mano Menezes para a disputa da Copa América, na Argentina, e já se reapresentaram na Toca da Raposa II.

O problema é que o clube mineiro havia divulgado, na semana passada, um fax que recebera da CBF informando a convocação dos dois atletas para o torneio. Para a diretoria do Cruzeiro, quem errou no episódio foi a CBF. Já a entidade explica ter enviado tal fax para todos os clubes que tinham pelo menos um entre os 28 jogadores pré-convocados.

Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

O gerente de futebol do Cruzeiro, Valdir Barbosa, rebate. Ele diz que o procedimento de enviar um fax com a convocação dos atletas é típico da própria convocação, não de uma lista que ainda sofreria cortes. “É só ler o documento e avaliar o que está escrito. Tem pessoas que ficam fazendo ilações e isso não se admite. Não sabem o processo de convocação de jogador, ou fingem que não sabem. Quando há consulta (anterior) da CBF, é feita por telefone, nunca por documento. Nem fax, nem email, nada. Quando é feito via documento, é convocação. E o papel é claro. Acho que, para quem conhece de convocação, ele não causa duvida”, afirmou Valdir Barbosa.

O gerente de futebol do Cruzeiro acredita que a CBF deveria assumir o erro de ter disparado o fax antes da hora. “Se houve erro, quem errou deveria assumir. É tão simples. ‘Disparamos erradamente um fax para a Federação Mineira de Futebol e para o Cruzeiro, assim como a Federação Gaúcha e para o Grêmio’. O fax não vem somente para o clube, vai também para a federação. Foi criada uma polêmica desnecessária ,pois quem errou não assumiu a condição de errado”, disse Barbosa.

O Cruzeiro não acredita em uma possível retaliação do técnico Mano Menezes ao não convocar Fábio e Henrique pela confusão criada na semana anterior à lista oficial. “Não acredito (em retaliação). O Mano Menezes, quando convoca a seleção, tenho certeza disso pois fez estágio no Cruzeiro, estivemos juntos recentemente e é cheio de boas intenções, está levando aqueles que ele acha que são os melhores a serviço da seleção. Não faria isso pois houve um erro de alguém”, concluiu o cartola cruzeirense.
 

Leia tudo sobre: CruzeiroCBFHenriqueFábioMano Menezes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG