Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após confusão com Héverton, Portuguesa promete reforçar segurança

Apesar de ter marcado dois gols na derrota para o São Paulo, meia foi cobrado e se desentendeu com torcedores

Gazeta |

A confusão envolvendo o meia Héverton, seguranças, jornalistas e torcedores da Portuguesa, após o duelo contra o São Paulo, neste domingo, fará com que a diretoria do clube tome providências para garantir a segurança no Canindé. É o que promete o presidente Manuel da Lupa.

Nesta segunda-feira, o clube emitiu nota oficial assinada por seu mandatário garantindo que não houve agressões e que a discussão foi apenas verbal. "Lamentamos a discussão ocorrida após o jogo, mas reforçamos que nenhum atleta do clube ou profissional da imprensa sofreu agressão física, e que o incidente foi prontamente solucionado pelos seguranças do clube, apoiados pela Polícia Militar", dizia a nota.

Primeiro, Héverton foi abordado por um conselheiro e mais três torcedores em uma região próxima à sala de imprensa. A situação foi acalmada pela ação dos policiais, mas o jogador voltou a ser cercado quando tentou deixar o vestiário, desta vez por jornalistas que tentavam entrevistá-lo. Houve confusão com os seguranças, enquanto o meia saiu pelos fundos.

"A Portuguesa também se prontifica a reforçar ainda mais a segurança dos atletas, preocupação esta que sempre esteve presente na nossa lista de prioridades nos últimos anos, e que continuará sendo uma pauta fundamental em nossa agenda", encerrou o comunicado.

Leia tudo sobre: PortuguesaHéverton

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG