Meia Ortigoza pareceu ser o pivô pelo lado do Paraguai, deixando o centro da confusão visivelmente machucado

A emoção da disputa de pênaltis entre paraguaios e venezuelanos durou até minutos após Veron dar a vaga na decisão para a equipe do técnico Gerardo Martino. Revoltados com o resultado e com uma aparente provocação, os perdedores partiram pra briga e protagonizaram cenas lamentáveis no gramado de Mendoza.

O meia Ortigoza pareceu ser o pivô pelo lado do Paraguai, deixando o centro da confusão visivelmente machucado. Àquela altura dos acontecimentos, no entanto, o descontrole já tinha se espalhado pelas duas comissões técnicas. Tudo se apaziguou após a ação da polícia.

O duelo, disputado no estádio Malvinas Argentinas, na cidade de Mendoza, foi bastante equilibrado. Durante os 90 minutos, poucas chances para cada lado. O que deve ter enervado os venezuelanos foi o fato de, na prorrogação, a equipe ter dominado o embate, acertando a trave por duas oportunidades, mas não aproveitando as ocasiões para sair vencedor.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.