Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após apagão, Fluminense abre dois gols de vantagem sobre Libertad

Rafael Moura de cabeça, Marquinho de longe e Conca de falta fizeram. Jogo teve início atrasado no Engenhão

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

Assim como no Fla-Flu de domingo, a partida desta quinta-feira atrasou por mais de uma hora por falta de luz . Mas, desta vez, o torcedor do Fluminense voltou para casa feliz e com motivos de sobra para comemorar. Com uma vitória de 3 a 1 sobre o Libertad, do Paraguai, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, o atual campeão brasileiro pode até perder por 1 a 0, na próxima quarta-feira, em Assunção, que garantirá uma vaga nas quartas de final.

Eliminado no Campeonato Carioca pelo Flamengo na disputa de pênaltis , nas semifinais da Taça Rio, o time ganhou uma folga merecida nesta sexta-feira. Mas os jogadores treinarão nas Laranjeiras sábado e domingo antes do embarque para o Paraguai na próxima segunda-feira.



O jogo
O apagão que atrasou o começo da partida por mais de uma hora não esfriou o time do Fluminense. Pelo contrário, a equipe começou a partida de forma avassaladora e logo, aos três minutos, abriu o placar. Marquinho cobrou escanteio pela esquerda, Edinho resvalou para o meia da área e Rafael Moura cabeceou para fazer 1 a 0.

O gol não intimidou o time paraguaio. Apesar de continuar com maior volume de jogo, o Fluminense recuou e deu campo para o Libertad, que quase empatou aos 16 minutos. Aos 16, Roja recebeu de Bonet da direita e deu excelente passe para em profundidade para Samudio, o lateral-esquerdo avançou e chutou rente à trave esquerda de Ricardo Berna.

  Aos 31, a jogada mais bonita do primeiro tempo. Edinho deu um chutão para frente que encontrou Fred. O capitão, com categoria, tabelou com Rafael Moura, tirou o goleiro da jogada, mas a bola correu demais e saiu pela linha de fundo.

Aos 42, o time carioca perdeu o lateral-esquerdo Júlio César, que deixou o campo machucado e foi substituído por Fernando Bob, já que Carlinhos, o titular da posição, segue se recuperando de contusão no tornozelo esquerdo.

Mas apesar do problema inesperado, aos 45, por pouco o Fluminense não chega ao segundo, outra vez com Fred. Mariano cruzou na cabeça de Rafael Moura, o atacante tocou para o atacante, que, na marca do pênalti, chutou para fora, à esquerda de Vargas.

As duas equipes voltaram sem modificações para a segunda etapa, mas o panorama mudou e o campeão paraguaio voltou melhor. Apesar de não levar perigo ao gol de Ricardo Berna, o Libertad tinha mais volume de jogo e encurralava o Fluminense no seu campo.

O gol parecia questão de tempo. E em outra bobeada da zaga e do goleiro Ricardo Berna, que mais uma vez ficou no meio do caminho, o time paraguaio empatou. Aos 16 minutos, Monet cruzou e Gamarra se antecipou para escorar de cabeça e deixar tudo igual. Aos, 27, quando a torcida começava a vaiar o time, principalmente após a saída de Fernando Bob, Marquinhos arriscou de fora da área e fez o segundo para devolver a tranqüilidade ao Fluminense.

Milton Trajano
Atual técnico do Fluminense, Enderson Moreira trouxe ao RJ ensinamentos da escola gaúcha de futebol
O torcedor do Flu ainda comemorava o gol de Marquinhos, quando Conca, numa cobrança de falta que ele mesmo sofreu, ampliou dois minutos depois para delírio dos 25 mil torcedores que compareceram ao Engenhão.

FICHA TÉCNICA – FLUMINENSE 3 x 1 LIBERTAD-PAR

Local: Engenhão, no Rio de Janeiro-RJ
Data: 28 de abril de 2011, quinta-feira
Horário: 21h50 (horário de Brasília)
Árbitro: Sergio Pezzotta (Argentina)
Assistentes: Ariel Bustos (Argentina) e Gustavo Rossi (Argentina)
Renda: R$ 673.655,00
Público Pagante: 22.505 (Presente: 25.378)
Cartóes Amarelos: Cáceres (LIB), Julio Cesar (FLU), Conca (FLU), Monet (LIB), Ayala (LIB)

GOLS:
FLUMINENSE: Rafael Moura, aos três minutos do primeiro tempo, Marquinhos, aos 27 do segundo tempo, Conca, aos 29 do segundo tempo
LIBERTAD: Gamarra, aos 16 do segundo tempo.

FLUMINENSE: Ricardo Berna; Mariano, Gum, Edinho e Julio Cesar (Fernando Bob) (Araújo); Valencia, Diguinho, Marquinho e Conca; Rafael Moura (Diogo) e Fred. Técnico: Enderson Moreira

LIBERTAD: Vargas, Bonet, Pontocarerro, Canuto e Samudio; Gamarra, Cáceres, Rojas (Moreira) e Ayala; Nuñez (Maciel) e Pavlovich (Angel Orué). Técnico: Gregorio Pérez 

Leia tudo sobre: FluminenseCopa Libertadores 2011paraguailibertad

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG