Canhoto, atacante costuma levar pancadas na perna direita após driblar. Ele diz já estar adaptado ao acessório

O atacante Fernandinho teve uma despedida precoce do Campeonato Brasileiro de 2010. Em função de um edema ósseo sofrido em outubro, o jogador não conseguiu mais atuar na competição, voltando aos gramados só neste ano. Para evitar novo problema, o departamento médico do São Paulo encomendou uma proteção especial para a perna direita do camisa 12.

"É uma proteção feita pelo pessoal da fisioterapia, por eu tomar muita pancada do lado direito, onde eu protejo a bola. Isso está me ajudando bastante. Continuo levando muita pancada, mas a proteção ajuda a não ter mais lesão nesta perna", comentou.

O principal drible de Fernandinho deixa exposta sua perna direita para o adversário, que pode optar por acertá-la para matar a jogada. No ano passado, devido a uma contusão na região, o atacante foi substituído na partida contra o Ceará, dia 24 de outubro, e tinha a esperança de voltar logo aos jogos. Porém, a lesão era mais grave do que pensava e não pôde mais atuar.

Recuperado para 2011, o atleta expressou sua preocupação em levar mais pancadas na perna e sofrer novo problema. Por isso, o departamento médico do São Paulo encomendou a proteção para um especialista, que tirou a medida da perna do jogador e produziu o acessório personalizado, com plástico duro, parecido ao da caneleira.

"Estou usando desde o começo dos treinos de pré-temporada, porque tive de me adaptar. Foi um pouco chato no começo, mas agora está tranquilo e quero continuar usando", completou. O atacante deve ser titular do São Paulo na partida contra o Americana, quarta-feira, pelo Campeonato Paulista.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.