Tamanho do texto

Grupo Sonda, que administra a carreira do zagueiro emitiu um comunicado refutando as acusações

Não demorou para o zagueiro Breno negar as acusações de que o incêndio em sua casa na Alemanha tenha sido proposital . Por meio de um comunicado oficial, o jogador do Bayern de Munique classificou as suspeitas como infundadas e se dispôs a falar com as autoridades sobre o caso - a polícia alemã avisou que chamará o atleta para prestar depoimento.

LEIA TAMBÉM: Breno é acusado de incendiar a própria casa

"O jogador Breno, do Bayern de Munique, declara que são infundadas as suspeitas sobre a autoria do incêndio que destruiu sua casa na Alemanha. O jogador está à disposição das autoridades alemãs e agradece todas as manifestações de carinho dos fãs do Bayern, dos colegas e da diretoria do clube. O atleta se recupera do incidente e em breve retomará sua atividade normalmente", diz o comunicado divulgado pelo Grupo Sonda, que administra a carreira do zagueiro.

Nesta sexta-feira, um tribunal de Munique abriu investigações contra Breno devido às suspeitas de que o fogo que destruiu a luxuosa casa do brasileiro, segunda à noite, tenha começado de maneira intencional e não por acidente, como alega o atleta.

Afastado do Bayern por conta de lesão, o zagueiro, ex- São Paulo estava sozinho quando o incêndio começou, por volta da 1h, em um quarto de hóspedes, no sótão da residência. Os bombeiros chegaram a tempo de socorrer Breno e seus animais de estimação, mas o jogador ainda passou uma noite no hospital, por observação. O prejuízo foi de cerca de 1,5 milhões de euros.

    Leia tudo sobre: bayern de munique
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.