Tamanho do texto

Leonardo Pessuto sonha virar jogador de futebol e quase teve que interromper o sonho devido ao ocorrido

O sonho de ser jogador profissional por pouco não foi prejudicado. Mas, menos de um mês depois de ter o pulmão perfurado pelo amigo Leandro Castán ,  com disparo acidental de arma de chumbinho , o meia-atacante Leonardo Pessuto visitou o CT do Corinthians , na manhã desta sexta-feira, e disse que isso não vai impedi-lo de tentar carreira no futebol.

"Temos amizade de dez anos, foi só um acidente, um susto, e já estou treinando normalmente", disse o também jogador, de 20 anos, que se apresentou na quinta-feira ao São Judas, de Jaguariúna, com contrato firmado até o final da Segunda Divisão do Campeonato Paulista. "Fiz um treino tático já, em Itu, não senti nada durante a atividade e marquei três gols".

O acidente aconteceu no fim de maio. Leonardo queria brincar com a arma de pressão de Leandro Castán e, no momento em que foi pegá-la do zagueiro, o projétil foi disparado. O chumbinho perfurou o pulmão e o deixou internado por uma semana, em Jaú, no interior de São Paulo.

Castán (dir.) ao lado do amigo. Atingido, Leonardo diz que nunca mais vai brincar com arma de chumbinho
Gazeta Press
Castán (dir.) ao lado do amigo. Atingido, Leonardo diz que nunca mais vai brincar com arma de chumbinho
Abalado com o que havia ocorrido, Castán chegou a ser dúvida para o jogo seguinte, contra o Flamengo , mas recebeu notícias de que o amigo se recuperava bem e foi até o Rio de Janeiro atuar. "O Léo e a família dele me ajudaram muito naquela semana, pediram que eu me preocupasse somente com o Corinthians porque ele estava bem", lembra o defensor titular.

Leonardo chegou à capital paulista na quinta-feira e volta a Jaú ainda nesta tarde. Ele ficará uma semana em casa, fazendo academia, e se reapresentará aos trabalhos no São Judas, em Itu, somente a partir da semana seguinte. Nesse meio-tempo, com bom humor, ele prometeu não brincar mais com chumbinho. "Agora é só ping-pong ou bilhar", concluiu, rindo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.