Voltando de lesão, atacante tem entrado no decorrer das partidas e é elogiado pela torcida palmeirense

A torcida do Palmeiras comemorou bastante nos minutos finais da partida contra o Ceará . Porém, o motivo da alegria dos alviverdes não foi nenhum lance dentro das quatro linhas, e sim o chamado do técnico Luiz Felipe Scolari ao atacante Maikon Leite .

AE
No jogo contra o Ceará, atacante teve duas chances de gol em menos de cinco minutos em campo
Assim que interrompeu o aquecimento e correu em direção ao treinador, o atleta ouviu a vibração dos palmeirenses. O atacante entrou aos 39 minutos da etapa complementar, tempo suficiente para que participasse de duas jogadas perigosas.

"É contagiante. Quando você entra no fim, muitas pessoas pensam que não dá para fazer muita coisa, mas, com a torcida aplaudindo, tem de fazer o melhor e foi assim comigo. É o reconhecimento pelo que venho apresentando", afirmou.

Em sua primeira jogada na partida, Maikon Leite recebeu de Kleber, driblou o goleiro Fernando Henrique e chutou, mas Eusébio tirou em cima da linha. Pouco depois, o camisa 7 participou de novo lance de perigo.

Apesar disso, Maikon Leite ainda não tem uma vaga garantida na equipe do Palmeiras na próxima partida do Campeonato Brasileiro, contra o Atlético-GO, domingo, pois disputa posição com o meia Tinga.

"Acredito que posso crescer com o Palmeiras neste momento, mesmo se jogar cinco ou seis minutos. Tenho de fazer o máximo. Recebi duas chances, mas, infelizmente, não cheguei ao gol", acrescentou.

O atacante, que foi prejudicado por uma contusão recentemente, ainda brincou sobre a ansiedade que sente quando está aquecendo no decorrer das partidas, à espera de uma chance de Felipão.

"Fico aparecendo toda hora na placa e olhando para ver se ele me enxerga (risos). E fico perguntando quanto tempo falta de jogo. Estou no clube para ajudar", finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.