Vágner Mancini gostou da entrega do elenco contra o Guarany de Sobral. Atenção agora é na Copa do Brasil

A derrota por 3 a 2 para o Guarany de Sobral, no último domingo, foi a primeira de Vágner Mancini desde que assumiu o Ceará , no final de março. Até então, o treinador contava com um retrospecto de cinco vitórias em cinco jogos. A perda da invencibilidade, porém, não desanimou Mancini, que preferiu exaltar a entrega dos jogadores.

"Gostei muito do desempenho do grupo. São jogadores jovens e mostraram que têm potencial para ajudar o time. Não gosto de perder e o resultado não agradou, mas o ponto forte da equipe foi mesmo a luta durante todo o jogo".

Por já estar classificado para a semifinal e por ter um confronto decisivo com o Grêmio Prudente , nesta quarta-feira, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, o Ceará entrou em campo com um time misto, que contou com quatro jogadores da base.

Outra novidade na partida foi a presença de Diego, que entrou no segundo tempo, substituindo Adílson na meta. Foi o primeiro jogo oficial do goleiro em sete meses, depois de se recuperar de uma lesão no ligamento cruzado do joelho.

"Estou muito feliz por esse retorno. O resultado não agradou, mas nós temos que parabenizar a garotada do Ceará, que entrou e foi muito bem. Espero que eu possa ter mais chances. Quando precisarem de mim estarei pronto para ajudar", declarou Diego que, além de Adílson, tem a concorrência de Fernando Henrique para a vaga de goleiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.